quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Lição 6, Deus: O Nosso Provedor, 4Tr16, Ev Henrique, EBD NA TV

Lição 6, DEUS: O Nosso Provedor
4º Trimestre de 2016 - Título: O DEUS de Toda Provisão - Esperança e Sabedoria Divina para a Igreja em meio às Crises
Comentarista: Pr. Elienai Cabral
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
AQUI VOCÊ VÊ PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO - POLÊMICOS
Ajuda para a lição em http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/avidadeabraao.htm#Lição 2  
 
 
TEXTO ÁUREO"E apareceu-lhe o SENHOR e disse: Não desças ao Egito. Habita na terra que eu te disser." (Gn 26.2)
 

VERDADE PRÁTICAEm tempos de crises financeiras não se volte às coisas deste mundo, mas busque a suficiência do Pai Celeste.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Gn 26.3,- A promessa de DEUS em meio à crise
Terça - Gn 26.5 - Obedecendo a voz de DEUS e os seus preceitos em meio à crise
Quarta - Gn 26.19 - Encontrando águas vivas em meio à crise
Quinta - Gn 26.21 - Cavando poços em meio à crise
Sexta-feira - Gn 26.22 - A bênção do Senhor em meio à crise
Sábado - Gn 26.24 - Em meio à crise não temas, confie em DEUS

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Gênesis 26.1-6
1 - E havia fome na terra, além da primeira fome, que foi nos dias de Abraão; por isso, foi-se Isaque a Abimeleque, rei dos filisteus, em Gerar. 2 - E apareceu-lhe o SENHOR e disse: Não desças ao Egito. Habita na terra que eu te disser; 3 - peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei; porque a ti e à tua semente darei todas estas terras e confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão, teu pai.  4 - E multiplicarei a tua semente como as estrelas dos céus e darei à tua semente todas estas terras. E em tua semente serão benditas todas as nações da terra, 5 - porquanto Abraão obedeceu à minha voz e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis. 6 - Assim, habitou Isaque em Gerar.

OBJETIVO GERAL - Ressaltar a suficiência divina em tempos de crise
 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Apontar o porquê de Isaque ter descido ao Egito;
Ressaltar a crise que Isaque teve que enfrentar com seus vizinhos;
Explicar porque é preciso "cavar poços" em tempos de crise.
 
INTERAGINDO COM O PROFESSORNa lição de hoje estudaremos a respeito da ida de Isaque para o Egito e as crises que o filho da promessa teve que enfrentar ali. DEUS tinha feito uma promessa a Abraão e seus descendentes, mas isso, não significava que eles não enfrentariam obstáculos e crises. Isaque também teve que enfrentar a tensão da esterilidade de sua esposa. Enfrentou a crise da falta de alimentos e de água; além de vizinhos invejosos e perversos. Mesmo enfrentando problemas com seus vizinhos, Isaque não deixou de trabalhar, de investir e crer na provisão divina. Seus inimigos, por diversas vezes entulharam seus poços, mas ele continuou crendo. A fé fez com que ele cavasse vários poços. Em tudo Isaque pode ver a suficiência divina. Se você está atravessando uma crise, seja ela financeira, familiar, ministerial ou espiritual; não desista! Continue "cavando seus poços"; trabalhando e crendo. Pois você também verá a provisão de DEUS.

COMENTÁRIO/INTRODUÇÃO
Na lição de hoje veremos, que assim como no tempo de Abraão, a terra estava enfrentando novamente um período de escassez. Então Isaque, o filho da promessa, foi buscar pastagem no território de Abimeleque, perto da fronteira com o Egito. Porém, DEUS apareceu ao seu servo e disse-lhe que não deveria descer ao Egito. O Senhor também renovou-lhe as promessas dadas a Abraão. Canaã deveria ser a casa de Isaque e não o Egito. Canaã celestial é a nossa casa, estamos indo para lá. Por isso não se deixe seduzir pelas riquezas deste mundo.

PONTO CENTRAL - Em meio às crises o crente pode ver a suficiência divina.
 
Resumo da Lição 6, DEUS: O Nosso Provedor
I - ISAQUE VAI PARA GERAR POR CAUSA DA FOME
1. A intenção de Isaque.
2. Promessas em tempos de crises.
3. A obediência de Isaque.
II - CRISE COM OS VIZINHOS
1. Crise em Gerar.
2. Isaque semeou em Gerar.
3. A inveja dos vizinhos.
III - CAVANDO POÇOS EM TEMPOS DE CRISE
1. Isaque usa os poços de Abraão.
2. O poço de Eseque.
3. O poço de Sitna.
 
SÍNTESE DO TÓPICO I - Fugindo da fome, Isaque tenciona descer ao Egito, acreditando que essa era a saída para a crise, contudo não era.
"Fugindo da fome, Isaque tenciona descer ao Egito, acreditando que essa era a saída para a crise, contudo não era".
SÍNTESE DO TÓPICO II - Isaque teve que enfrentar uma crise com seus vizinhos
"Não queira vingar-se dos invejosos. Coloque tudo diante do Senhor e aja como um servo do Senhor".
SÍNTESE DO TÓPICO III - Mesmo enfrentando crises, Isaque continuou cavando seus poços.
 
SUBSÍDIO BÍBLICO TEOLÓGICO top1"O concerto de DEUS com Isaque
DEUS procurou estabelecer o concerto abraâmico com cada geração seguinte, a partir de Isaque, filho de Abraão' (Gn 17.21). Noutras palavras, não bastava que Isaque tivesse por pai a Abraão; ele, também, precisava aceitar pela fé as promessas de DEUS. Somente então é que DEUS diria: 'Eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e multiplicarei a tua semente' (Gn 26.24). Durante os vinte primeiros anos do seu casamento, Isaque e Rebeca não tiveram filhos. Rebeca permaneceu estéril até que Isaque orou ao Senhor, pedindo que sua esposa concebesse. Esse fato demonstra que o cumprimento do concerto não se dá por meios naturais, mas somente pela ação graciosa de DEUS, em resposta à oração e busca da sua face. Isaque tinha de ser obediente para continuar a receber as bênçãos do concerto. Quando uma fome assolou a terra de Canaã, por exemplo, DEUS proibiu Isaque de descer ao Egito, e o mandou ficar onde estava. Se obedecesse a DEUS, teria a promessa divina: [...] confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão, teu pai' (Gn 26.3)" (Bíblia de Estudo Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, p.73).
 
CONHEÇA MAIS
*FOME
"Uma condição de extrema escassez de comida. A história bíblica menciona vários casos de fome durante os dias de Abraão (Gn 12.10), Isaque (Gn 26.1), José (Gn 41.56,57), Elimeleque e Noemi (Rt 1.1), Davi (2 Sm 21.1), Elias (1 Rs 18.2), Eliseu (2 Rs 6.25) e do cerco final de Jerusalém (2 Rs 25.3). Em seu sermão do monte das Oliveiras, o Senhor JESUS predisse que haverá fome durante o período de tribulação no final dos tempos (Mt 24.7), e o Apocalipse faz alusão à fome que virá sobre a Grande Babilônia (Ap 18.8)." Para conhecer mais leia, Dicionário Bíblico Wycliffe CPAD, p.815
SUBSÍDIO BIBLIOLÓGICO top2"DEUS manteve sua promessa de abençoar Isaque. Os vizinhos filisteus ficaram enciumados porque tudo que Isaque fazia parecia dar certo, e assim tentaram livrar-se dele. A inveja é uma força divisória, potente o suficiente para despedaçar a mais poderosa nação ou os amigos mais íntimos.
A desolada área de Gerar estava localizada na extremidade de um deserto. A água era tão preciosa quanto o ouro. Se alguém cavasse um poço, estava reivindicando aquela terra. Alguns poços possuíam trancas para que os ladrões não roubassem água. Encher o poço de água com sujeira era um ato de guerra, e também considerado um dos crimes mais sérios que poderiam existir. Isaque tinha razão em revidar quando os filisteus arruinaram seus poços, mas ele escolheu manter a paz. Ao final, os filisteus o respeitaram por sua paciência" (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, p. 26).
"A Palavra de DEUS nos exorta a evitar as contendas".
 
SUBSÍDIO BIBLIOLÓGICO top3"Por três vezes Isaque e seus homens cavaram novos poços. Quando as duas primeiras disputas surgiram, Isaque partiu. Finalmente, houve espaço suficiente para todos. Ao invés de dar início a um grande conflito, Isaque comprometeu-se com a paz. Você estaria disposto a abandonar uma importante posição ou possessão valiosa para manter a paz? Peça a DEUS sabedoria para saber quando se retirar e quando ficar e lutar.
Com seus inimigos tentando fazer um tratado de paz, Isaque foi rápido em responder, tomando a oportunidade uma celebração" (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, p.27).
 
PARA REFLETIR - A RESPEITO DE DEUS, NOSSO PROVEDOR, RESPONDA:
Para fugir da fome para onde Isaque pretendia ir?
Ele pretendia descer ao Egito.
Segundo a lição, as escolhas erradas e a desobediência geram o que?As escolhas erradas e a desobediência geram maldição (Dt 29.21).
O que Isaque fez com medo dos habitantes de Gerar?Ele mentiu dizendo que Rebeca era sua irmã.
O que envolve o semear?Semear envolve esforço e fé.
Cite o nome de dois poços de Isaque e o seu significado. Eseque (significa contenda) e Sitna (inimizade).
 
CONSULTE - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 68, p39. Você encontrará mais subsídios para enriquecer a lição. São artigos que buscam expandir certos assuntos.
 
 
Comentário extras - Ev. Henrique - Várias fontes.
Quem era Isaque?
Filho de Abraão, Filho da Promessa, filho de um milagre. Nasceu quando Abraão tinha 100 anos e Sara, sua mãe, tinha 90 anos. Isaque é o segundo patriarca.
יצחק Yitschaq - grego  Ισαακ; Isaque = “ele ri”
1) filho de Abraão com Sara, sua esposa, e pai de Jacó e Esaú. יצחק Yischaq (e-Sword).
Em Isaque está a promessa de DEUS. Isaque casou-se com Rebeca, de quem teve dois filhos, Esaú e Jacó (Gn 25.19-26).
Heb 11:18 Sendo-lhe dito: Em Isaque será chamada a tua descendência, considerou que DEUS era poderoso para até dos mortos o ressuscitar.
Onde morava Isaque após a morte de seu pai Abraão?
Gn 25.11 E aconteceu depois da morte de Abraão, que DEUS abençoou a Isaque seu filho; e habitava Isaque junto ao poço Beer-Laai-Rói.
Isaque é tentado a repetir a história de seu pai Abraão. DEUS tem que vir a Isaque e lho proibir de ir ao Egito.
Gn 26.2 E apareceu-lhe o Senhor, e disse: Não desças ao Egito; habita na terra que eu te disser;
Mesmo assim Isaque repete a história de seu pai Abraão indo a gerar, a 110 km de Beer-Laai-Rói onde morava.
Gn 26.6 Assim habitou Isaque em Gerar.
TEMOS QUE MUDAR A HISTÓRIA E NÃO CONTINUAR NOS MESMOS ERROS DE NOSSOS PAIS E LÍDERES.
Isaque mente como seu pai mentiu ao rei de gerar, rei dos Filisteus. Aqui Abimeleque é um título honorífico, assim como Faraó no Egito, Czar na Rússia, Dodge na Espanha, César em Roma, Kaiser na Alemanha.
Abimeleque = “Meleque é pai” ou “meu pai é rei” - 1) rei de Gerar na época de Abraão - 2) rei de Gerar na época de Isaque. 3- rei de Gate na época de Davi; talvez seja um título de reis filisteus.
Gn 26.7 E perguntando-lhe os homens daquele lugar acerca de sua mulher, disse: É minha irmã; porque temia dizer: É minha mulher; para que porventura (dizia ele) não me matem os homens daquele lugar por amor de Rebeca; porque era formosa à vista.
Isaque semeou e colheu 100 vezes mais porque DEUS era com ele para que não aceitasse presentes de Abimeleque como seu pai havia Abraão aceitado no passado.
Gn 26.12 E semeou Isaque naquela mesma terra, e colheu naquele mesmo ano cem medidas, porque o Senhor o abençoava.
זרע zara‘ uma raiz primitiva 1) semear, espalhar semente 1a) (Qal) 1a1) semear 1a2) produzindo, brotando semente 1b) (Nifal) 1b1) ser semeado 1b2) tornar-se grávida, ser fecundada 1c) (Pual) ser semeado 1d) (Hifil) produzir semente, brotar semente (e-Sword).
Isaque faz aliança com o rei filisteu de Gerar, Abimeleque (erro crucial - Essa aliança com o filisteus trouxe vários problemas para o povo judeu no passado e até hoje).
Gn 26.31 E levantaram-se de madrugada e juraram um ao outro; depois os despediu Isaque, e despediram-se dele em paz.
Juízes 1.18: Eles não tomaram Gaza, Asquelom e Ecrom e os seus territórios vizinhos. O Senhor DEUS ajudou o povo de Judá, e eles conquistaram a região das montanhas. Mas não puderam expulsar os moradores do litoral porque estes tinham carros de ferro (carros de guerra de ferro). I Crônicas 10.1-10: 1. Os filisteus lutaram contra os israelitas no monte Gilboa. Muitos israelitas foram mortos ali, e o resto fugiu. Entre os que fugiram estavam o rei Saul e os seus filhos. Mas os filisteus os cercaram e mataram Jônatas, Abinadabe e Malquisua, filhos de Saul. A luta estava feroz em volta de Saul, que foi atingido por flechas inimigas e ficou muito ferido.. ...Então Saul pegou a sua própria espada e se jogou sobre ela. Os seus principais deuses eram Dagon, Baal-Zebub e Astarote.
Davi quando foi perseguido por Saul se refugiou na cidade de Gate com seus 600 guerreiros servindo como mercenário a Aquis, governador de Gate.
Isaque orou 20 anos para que tivesse filhos com sua esposa Rebeca que também era estéril como sua sogra já falecida, Sara. Depois de Sara que era estéril, vem Rebeca que era estéril, depois vem Raquel, que também era estéril. Uma nação de milagres e que foi gerada por milagres. Desta nação viria o maior dos milagres, um filho nascido de uma virgem. o salvador JESUS que um milagre nos gera de novo da semente chamada Palavra de DEUS.
 
 
Resumo Rápido da Lição 6, DEUS: O Nosso Provedor
I - ISAQUE VAI PARA GERAR POR CAUSA DA FOME
1. A intenção de Isaque.
Se DEUS diz para Isaque não descer ao Egito é porque sua intensão era esta. Queria fazer o mesmo que seu pai Abraão fez quando houve também uma fome, em sua época.
Lembre-se de que o ESPÍRITO SANTO habita em nós e sabe quais são nossas intenções (Rm 8.27). Cuidado com seus pensamentos, com suas intenções. DEUS sabe tudo a nosso respeito, até mais do que nós mesmos.
2. Promessas em tempos de crises.
DEUS faz promessas a Isaque e lhe anima a peregrinar naquela terra para a possessão de canaã, onde seria com ele e lhe abençoaria grandemente. DEUS diz a Isaque que as bênçãos de Abraão seriam suas caso O obedecesse. Nessas bênçãos estava incluido as terras e sua descendência que traria a bênção de DEUS a todas as nações, JESUS. (Gn 26.2-6; Gl 3.15).
Estarei convosco para sempre - Esta promessa de DEUS é para nós e é para todo o tempo de nossa peregrinação nesta terra (Mt 28.20; Jo 14.16). Estaremos para sempre com o Senhor (Jo 14.3). Não importa pelo que estejamos passando, DEUS está conosco todo o tempo (Isaías 43.2)
3. A obediência de Isaque.
Embora Isaque estivesse já em terras filisteias, em Gerar, obedeceu a DEUS não descendo ao Egito. DEUS providenciaria meios de o fazer voltar a Canaã. Vivamos em obediência a DEUS, o que ELE nos mandar assim o faremos. (1 Pe 1.2)
II - CRISE COM OS VIZINHOS
1. Crise em Gerar.
Em gerar, terra dos filisteus, cujo rei tinha por título honorífico Abimeleque, Isaque, fora da vontade de DEUS, mente ao povo do lugar dizendo que sua esposa, Rebeca, era sua irmã, devido ao medo de que o matassem por causa de sua esposa. Certamente Isaque pensava estar fazendo certo ao imitar o erro de seu pai, tanto no egito, quanto em Gerar, antes (Gn 12; 20). Descoberto pelo rei Abimeleque quando acariciava sua esposa, Isaque passe por um vexame, mas prossegue em sua jornada de volta ao lugar de sua bênção final (DEUS providenciaria meios de o fazer voltar a Canaã). Como é triste um crente ser repreendido por um descrente! A mentira é arma de Satanás, não podemos usar as armnas dele, mas sim, as armas de DEUS, que são: Verdade, Nome de JESUS, Certeza de Salvação, Palavra de DEUS, oração, jejum, Paz, etc...
2. Isaque semeou em Gerar.
Isaque não recebe presentes do rei Abimeleque como fez Abraão (Gn 12.16; 20.14), mas planta e DEUS o abençoa de tal maneira que colhe cem vezes o que plantou (Gn 26.12). Tudo o que fazemos para DEUS ELE mesmo nos recompensará. Se não recebermos aqui na terra, por certo, receberemos no céu, "portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor". (1 Coríntios 15:58).
3. A inveja dos vizinhos.
Isaque não sabia, mas DEUS permitiu que seus vizinhos, os filisteus, se enchessem de inveja e expulsassem Isaque dali. Para isso exigiram que Isaque lhes desse o poço que havia desentupido e que antes Abraão, seu pai, tinha abertto e que os mesmos filisteus o tinham entupido.
A inveja tem sido uma poderosa arma de Satanás contra a obra de DEUS. Por inveja Isaque foi expulso de Gerar e arredores, por inveja José foi vendido, por inveja JESUS foi entregue a morte, etc... Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros. Tito 3:3
III - CAVANDO POÇOS EM TEMPOS DE CRISE
1. Isaque usa os poços de Abraão.
É interessante notar que os mesmos poços reabertos por Isaque, foram os mesmos poços abertos por seu pai Abraão, quando por esse mesmo caminho ali esteve, sendo que seus nomes foram atualizados com os mesmos nomes dados por Abraão a eles, antes. Devemos tomar cuidado para não repetirmos os mesmos erros de nossos antepassados. Assim que, se alguém está em CRISTO, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 2 Coríntios 5:17
2. O poço de Eseque.
Poço da Contenda. este é o nome dado àquele poço devido aos filisteus terem contendido por causa deste poço com Isaque. Isaque soube se conter para não entrar em guerra contra seus vizinhos, certamente seria morto junto com seus servos e esposa e filhos. estava em muito menos número e em terra alheia. Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz. Tiago 3:18
3. O poço de Sitna.
Poço de inimizade ou de Acusação. Este é o nome dado a este poço devido à insistência dos filisteus em tomarem de Isaque a posse de mais este poço. Agora não era só inveja, mas uma declaração de inimizade, de acusação de posse indevida. Queriam Isaque fora de seus termos para que ele não os matasse no futuro, devido ao crescimento de seu povo com as bênçãos de DEUS sobre ele.
isaque ainda reabriria mais dois poços, o de Reobote (alaragemnto da terra diante de si) e o de Berseba (Juramentos, abundância).
Isaque faz aliança com Abimeleque (Gn 26.30,31), da mesma maneira que seu pai fez quando, antes, ali esteve (Gn 21.27). Essas alianças foram danosas ao povo de DEUS e até hoje o são. Não deveriam se feitas. O povo de DEUS deve ser santo, só deve fazer aliança com povo de DEUS, nunca com inimigos.
 
 
Notas da Bíblia Reina-Valera
26.1 Os filisteus eram uma tribo que se converteria em um dos inimigos mais temíveis do Israel. Os filisteus eram originalmente um grupo de imigrantes provenientes do Mar Egeu que se estabeleceram na Palestina. Atracaram pela via de Giz e Chipre e os governantes cananeus os utilizavam como mercenários. Esta gente, que vivia na costa sudoeste, eram poucos mas muito ferozes em batalha. Mesmo quetenham sido amigáveis com Isaque, aquele pequeno grupo foi o precursor da nação que açoitaria Israel nos tempos do Josué, dos Juizes e do rei Davi. Este rei Abimeleque não era o mesmo que Abraão encontrou (capítulo 22). Abimeleque pode ter sido o nome de uma dinastia de reis filisteus.
 
Notas da Bíblia Diário Vivir
[1] 26.1 Cf. 12.10.
[2] 26.1 Os filisteus : Veja-se Gn 21.32-34
[3] 26.3 Eu estarei contigo : Na história do Isaque, Jacó e José se destaca, junto ao tema da bênção, a promessa da assistência divina (Gn 26.24; 28.15; 31.3; 39.2-3,21). Vejam-se também as referências em Ex 3.12
[4] 26.4 Benditas em sua semente : Veja-se Gn 12.3
[5] 26.3-5 Isaque é depositário da promessa feita a Abraão (Gn 12.1-3; 13.14-15; 15.18-21; 22.16-18).
 
O RESTAURADOR DE POÇOS ISAQUE -  http://slideplayer.com.br/slide/1258103/  - Sofia Neto
1- "O RESTAURADOR DE POÇOS ISAQUE
E havia fome na terra, além da primeira fome, que foi nos dias de Abraão; por isso foi Isaque a Abimeleque, rei dos."— Transcrição da apresentação:
O RESTAURADOR DE POÇOS ISAQUE 
E havia fome na terra, além da primeira fome, que foi nos dias de Abraão; por isso foi Isaque a Abimeleque, rei dos filisteus, em Gerar. E apareceu-lhe o Senhor, e disse: Não desças ao Egito; habita na terra que eu te disser; Peregrina nesta terra, e serei contigo, e te abençoarei; porque a ti e à tua descendência darei todas estas terras, e confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão teu pai; (Gênesis 26:1-3) 
E engrandeceu-se o homem, e ia enriquecendo-se, até que se tornou mui poderoso. E tinha possessão de ovelhas, e possessão de vacas, e muita gente de serviço, de maneira que os filisteus o invejavam. E todos os poços, que os servos de seu pai tinham cavado nos dias de seu pai Abraão, os filisteus entulharam e encheram de terra. Disse também Abimeleque a Isaque: Aparta-te de nós; porque muito mais poderoso te tens feito do que nós. Então Isaque partiu dali e fez o seu acampamento no vale de Gerar, e habitou lá. E tornou Isaque e cavou os poços de água que cavaram nos dias de Abraão seu pai, e que os filisteus entulharam depois da morte de Abraão, e chamou-os pelos nomes que os chamara seu pai. Cavaram, pois, os servos de Isaque naquele vale, e acharam ali um poço de águas vivas. (Gênesis 26:13-19) 
HISTÓRICO Um dos três PATRIARCAS de Israel. O único dos três PATRIARCAS que não teve o nome mudado. Marido de uma só mulher – REBECA - E era Isaque da idade de quarenta anos, quando tomou por mulher a Rebeca, filha de Betuel, arameu de Padã- Arã, irmã de Labão, arameu. (Gênesis 25:20) Teve dois filhos: Esaú e Jacó (Israel); OROU 20 ANOS POR FILHOS - E Isaque orou insistentemente ao Senhor por sua mulher, porquanto era estéril; e o Senhor ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu. (Gênesis 25:21) Viveu 180 anos. Foi o que viveu mais entre os três. E foram os dias de Isaque cento e oitenta anos. (Gênesis 35:28) Filiação: ABRAÃO E SARA Naturalidade: CANAÃ Do original hebraico Yitzchaq. 
Geografia 
LOCALIZAÇÃO - GERAR, TALVEZ CAPITALK DOS FILISTEUS, NA ÉPOCA. HOJE É REGIÃO DA FAIXA DE GAZA.
Faixa de Gaza - é um território palestino composto por uma estreita faixa de terra localizada na costa oriental do Mar Mediterrâneo, no Oriente Médio, que faz fronteira com o Egito no sudoeste e com Israel no leste e no norte. Área: 365 km² - Fundação: 1949 - População: 1,816 milhões (2014) - Produto Interno Bruto: 6,641 bilhões USD (2008) - PIB per capita: 6.100,00 USD (2014) - Universidade: Palestine College of Nursing -
Fonte Wikipédia. https://pt.wikipedia.org/wiki/Faixa_de_Gaza
A VIDA DE ISAQUE FOI DE SUCESSO COMO FILHO EM OBEDIÊNCIA E SUJEIÇÃO (Gên. 22:7-8)
SUCESSO COMO EMPREENDEDOR PRÓSPERO E MUITO RICO E PODEROSO (FEZ TEMER ABIMELEQUE) Gên. 26:28 SUCESSO NO CASAMENTO COM REBECA (Gên. 24) SUCESSO COMO PAI DE DOIS FILHOS, DUAS NAÇÕES NASCERAM DELE. ABENÇOADO, GEROU A ISRAEL (JACÓ) (Gên. 25:23 e seguintes)
Diferenças de Isaque : Forma de agir: Persistência Consciência Passividade, Oração pelos outros, Oração por sua casa.
NOS POÇOS VEMOS A PERSISTÊNCIA, A CONSTÂNCIA, O SUCESSO E A PROSPERIDADE
E tornou Isaque e cavou os poços de água que cavaram nos dias de Abraão seu pai, e que os filisteus entulharam depois da morte de Abraão, e chamou-os pelos nomes que os chamara seu pai. (Gênesis 26:18 - Grifo nosso). E os pastores de Gerar porfiaram com os pastores de Isaque, dizendo: Esta água é nossa. Por isso chamou aquele poço Eseque, porque contenderam com ele. (Gênesis 26:20) Então cavaram outro poço, e também porfiaram sobre ele; por isso chamou-o Sitna.(Gênesis 26:21) 
10 E partiu dali, e cavou outro poço, e não porfiaram sobre ele; por isso chamou-o Reobote, e disse: Porque agora nos alargou o Senhor, e crescemos nesta terra. Depois subiu dali a Berseba. E apareceu-lhe o Senhor naquela mesma noite, e disse: Eu sou o DEUS de Abraão teu pai; não temas, porque eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e multiplicarei a tua descendência por amor de Abraão meu servo. Então edificou ali um altar, e invocou o nome do Senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaque cavaram ali um poço. (Gênesis 26:22-25) 
11 ÁGUA = PALAVRA
POÇO = BUSCA DA PALAVRA - Profundidade, Tempo, Estrutura
Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. João 4:14 Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Efésios 5:26-27 Como água fresca para a alma cansada, tais são as boas novas vindas da terra distante. Como fonte turvada, e manancial poluído, assim é o justo que cede diante do ímpio. Provérbios 25:25-26 
12 OS POÇOS
OS POÇOS REPRESENTAM RELACIONAMENTO COM A PALAVRA (Bíblia), RELACIONAMENTO COM AS ORDENANÇAS, MANDAMENTOS DE DEUS, RELACIONAMENTO COM OS ENSINOS DE JESUS E APOSTÓLICOS (Pedro, Thiago, Paulo, João, etc...), RELACIONAMENTO COM O CONTEXTO ORIGINAL.
13 O ENTULHO SIGNIFICA FALSAS DOUTRINAS, DOGMAS HUMANOS, CONCEITOS FORJADOS, DISTORÇÕES DA PALAVRA (BÍBLIA), PRETEXTOS E TIPOLOGIAS CONVENIENTES DOS FALSOS PROFETAS, MENTIRAS, FALSIDADE IDEOLÓGICA, MÁSCARAS INVEJA E OUTROS
E então, se alguém vos disser: Eis aqui o CRISTO; ou: Ei-lo ali; não acrediteis. Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos. (Marcos 13:21-22) 
14 O POÇO DE ESEQUE – CONTENDA ( Gen. 26:20) Poço de Sitna – ACUSAÇÃO (Gen. 26:21) Poço de Reobote (RECHOVÔT) – ALARGAMENTO (Prosperidade – Gen. 26:22)
Origem do conflito = INVEJA pela PROSPERIDADE APÓS TRÊS POÇOS: DEUS abençoa Isaac DEUS confirma as promessas feitas. DEUS confirma o seu chamado (Gen. 26:24)
CONFLITOS DA RESTAURAÇÃO ALMA CONCEITOS HUMANOS SOCIEDADE E FAMILIARES ENVOLVIDOS COM RELIGIÃO IDÓLATRA OU NÃO. 
15 CONTÉM água nos poços
PROPORCIONA A ÁGUA - FARÁ GERAR O REINO DE DEUS - A ÁGUA NÃO É A VIDA... A ÁGUA CONTÉM A VIDA
A ÁGUA NÃO É A RIQUEZA... A ÁGUA PROPORCIONA RIQUEZA
16 O POÇO DE SEBA
E aconteceu, naquele mesmo dia, que vieram os servos de Isaque, e anunciaram-lhe acerca do negócio do poço, que tinham cavado; e disseram-lhe: Temos achado água. E chamou-o Seba; por isso é o nome daquela cidade Berseba até o dia de hoje. (Gênesis 26:32-33)
SEBA = JURAMENTO O " poço dos sete ", ou " poço do juramento ", chamado assim porque ali Abraão deu sete cordeiras do seu rebanho à Abimeleque. Houve um juramento naquele lugar. Uma aliança. Um pacto. (Gênesis 21:23-33; 22:19; 26:23-33; 46:1-5).
 
AUXÍLIO DA Lição 11 = 17 de Março de 1991
ISAQUE NAS PISADAS DE ABRAÃO
 
TEXTO BÍBLICO BÁSICO Gn 26.1-5,15-19
Gn 26.1 Sobreveio à terra uma fome, além da primeira, que ocorreu nos dias de Abraão. Por isso foi Isaque a Abimeleque, rei dos filisteus, em Gerar. 2 E apareceu-lhe o Senhor e disse: Não desças ao Egito; habita na terra que eu te disser;
3 peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei; porque a ti, e aos que descenderem de ti, darei todas estas terras, e confirmarei o juramento que fiz a Abraão teu pai; 4 e multiplicarei a tua descendência como as estrelas do céu, e lhe darei todas estas terras; e por meio dela serão benditas todas as nações da terra; 5 porquanto Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis.
15 Ora, todos os poços, que os servos de seu pai tinham cavado nos dias de seu pai Abraão, os filisteus entulharam e encheram de terra.
16 E Abimeleque disse a Isaque: Aparta-te de nós; porque muito mais poderoso te tens feito do que nós.
17 Então Isaque partiu dali e, acampando no vale de Gerar, lá habitou.
18 E Isaque tornou a cavar os poços que se haviam cavado nos dias de Abraão seu pai, pois os filisteus os haviam entulhado depois da morte de Abraão; e deu-lhes os nomes que seu pai lhes dera.
19 Cavaram, pois, os servos de Isaque naquele vale, e acharam ali um poço de águas vivas.
COMENTÁRIO/INTRODUÇÃO
Veremos nesta lição que Isaque, o segundo patriarca, foi um digno continuador das obras de seu pai. Tal como Abraão, Isaque foi um exemplo de fé e obediência e acima de tudo um homem de paz. (SCR) Aliás, esta característica será tão bem enfocada nesta lição, que ela poderia ter como título: Isaque, o homem pacífico.
I. UMA HERANÇA DE VALOR INCALCULÁVEL
Quando falamos de uma herança vem logo à tona a indagação do valor material envolvido. Abraão era muito rico. Possuía grandes rebanhos (Gn 24.35), e chegou a ter em certa ocasião trezentos e dezoito criados (Gn 14.14). E Abraão deu tudo o que tinha a Isaque (Gn 25.5). Contudo, a herança, à qual queremos fazer alusão, não é esta de valores materiais. (SH)
De valor realmente incalculável foi a herança sob a forma do EXEMPLO e do ENSINO de Abraão, assimilados no dia-a-dia do convívio no lar.
1. Isaque, um homem abençoado. Por que Isaque foi abençoado? Podemos afirmar, sem sombra de dúvida, que a razão da bênção de DEUS na vida de Isaque foi a sua obediência à vontade de DEUS e à autoridade de seu pai Abraão. (DF) Isto é o que depreendemos com a leitura do texto de Gn 26.2-5. De fato, as Escrituras deixam bem claro que a obediência é o fator preponderante para a recepção das bênçãos de DEUS.
2. A herança de Isaque. O amor recebido de seu pai Abraão foi a herança máxima que Isaque desfrutou. Ele recebeu ainda a herança de um sólido ensino ministrado pelo seu pai no lar. DEUS disse acerca de Abraão: "Porque eu o tenho conhecido, que ele há de ordenar a seus filhos e a sua casa para que guardem o caminho do Senhor, para obrarem com justiça e juízo" (Gn 18.19).
Queridos jovens que têm pais crentes! Dê-lhes o devido valor e sigam o seu exemplo. Queridos pais que ainda têm filhos em casa! Dêem-lhes tempo e atenção. Dêem-lhes o melhor de vocês mesmos. O AMOR!
II. ISAQUE SEGUIU A ORIENTAÇÃO DE DEUS
Consideremos neste tópico como Isaque procurou sempre andar nas pegadas de seu pai Abrão, seguindo em tudo a orientação de DEUS.
1. Nas pegadas de Abraão. Como podemos ver, Isaque seguiu fielmente os passos de seu pai Abraão como um verdadeiro peregrino na terra de Canaã. Por essa razão. DEUS lhe apareceu dando-lhe as diretrizes espirituais para sua peregrinação naquela terra (Gn 26.1-5). DEUS lhe ordenou que não descesse ao Egito e ele obedeceu. Deste modo. DEUS fez com que Isaque prosperasse grandemente. A bíblia diz que alma liberal é próspera (Pv 15.5). Todavia, a prosperidade de Isaque, depois de haver causado admiração, causou a inveja nos habitantes da terra, que passaram, por isso, a persegui-lo.
2. Sob a direção de DEUS. Uma fome assolou novamente a terra de Canaã, e Isaque pensou em descer ao Egito a fim de garantir a sobrevivência da sua família e de seus rebanhos. DEUS lhe apareceu e disse: "Não desças ao Egito: habita na terra que eu te disser.(Gn 26.2). E ele assím fez. Passou a morar em Gerar (Gn 26.6). Isaque havia aprendido com seu pai que é absolutamente imprescindível estar na vontade de DEUS. A direção de DEUS é a garantia para o progresso do crente, quer espiritual quer material.
III. ISAQUE, UM PACIFICADOR
Abraão, peregrinando na terra da promessa, havia conquistado o respeito e a amizade dos reis e dos príncipes dos diferentes povos que ali habitavam. Isaque seguiu pelo mesmo caminho. DEUS engrandeceu a Isaque. como lhe havia prometido (Gn 26.3.13).
1. A prosperidade de Isaque. DEUS abençoou a sua lavoura e seu gado, a ponto de despertar a inveja dos filisteus no meio dos quais morava (Gn 26.12,14). O próprio rei Abimeleque chegou ao ponto de pedir-lhe: "Aparta-te de nós porque muito mais poderoso te tens feito do que nós" (Gn 26.16). Porém. Isaque era um pacificador, Sem reclamar. sem contender ele foi-se dali e fez seu assento no vale de Gerar e habitou ali (Gn 26.17). (SG e SA) Onde há contendas, sempre há prejuízos. Devemos evitar todo o espírito de contenda, quer no lar, na igreja ou mesmo com os do mundo, pois onde há contendas, há operação de demônios.
2. A proposta de Abimeleque. Algum tempo depois veio Abimeleque a Gerar e propôs que Isaque fizesse com ele um juramento, Isaque então perguntou:
"Por que viestes a mim, pois que vós me aborreceis, e me enviastes de vós?" (Gn 26.27). A resposta de Abimeleque foi muito significativa: "Havemos visto, na verdade, que o Senhor é contigo (Gn 26.28).
Esse assunto diz respeito a todos nós, pois a Bíblia diz: "Se for possível, quanto estiver em vós. tende paz com todos os homens (Rm 12.18). E, ainda, noutro lugar: "Segui a paz com todos" (Hb 12.15). DEUS nos chamou à paz (l Co 7.15). JESUS disse: "Bem-aventurados os pacificadores porque eles serão chamados filhos de DEUS"' (Mt 5.9).
IV. OS POÇOS ENTULHADOS PELOS FILISTEUS
l. A maldade dos filisteus.. Movidos por inveja, os filisteus entulhavam com frequência os poços que Isaque utilizava, e que haviam sido cavados nos dias de Abraão, seu pai. (SC) Esses poços estavam espalhados pelos campos onde o gado pastava. É fácil compreender o valor de um poço de água no trabalho de cuidar de rebanhos. Mas Isaque e seus homens, com sabedoria e resignação, conseguiam manter a paz e a harmonia com seus vizinhos.
Não fizeram dos poços entulhados um cavalo de batalha. Tão-somente desentulhavam os poços recuperando-os. Se os homens de Isaque tivessem provocado briga, facilmente as diferentes tribos ter-se-iam reunido e expulsado aqueles hebreus das terras que lhes não pertenciam. Porém, a linha pacífica de Abraão continuou na pessoa de Isaque, também patriarca  de DEUS. Esta é uma preciosa lição prática para todos nós.
2. Poços entulhados, um símbolo espiritual. Na Bíblia poços de água viva representam a operação do ESPÍRITO SANTO. Disse JESUS à mulher samaritana: "'Porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna" (Jo 4.14). O lavrador cava a terra até alcançar um lençol de água subterrânea que vai abastecer o poço. Assim também acontece no trabalho espiritual. Os pioneiros da obra cavaram a terra com muita oração, e os poços se encheram pela operação do ESPÍRITO SANTO. Em tempos de despertamento sente-se como há água em abundância para salvação, e para obtenção de uma vida profunda, c para recebimento de batismo com o ESPÍRITO SANTO e os dons espirituais. Representam uma grande riqueza espiritual esses poços de água viva!
3. Os entulhos dos filisteus. Assim como os filisteus nos dias de Isaque entulharam os poços, hoje, também, os inimigos da obra de DEUS querem entulhar as fontes de água viva. O mesmo aconteceu nos dias da Igreja Primitiva. Vejamos alguns exemplos tirados das cartas que JESUS escreveu às sete igrejas da Ásia Menor:
• Na igreja de Éfeso o entulho era a falta do primeiro amor (Ap 2.4-5).
• Em Pérgamo o entulho era o amor ao mundo (Ap 2.14-16).
• Em Tiatira o perigo era o fanatismo acompanhado da prática de imoralidades (Ap 2.20-23).
• Em Sardes os poços estavam tapados por falta de vida espiritual (Ap 3.1-3).
• Em Laodicéia a momidão era a grande ameaça à vida da igreja (Ap 3.15-18).
Nos dias atuais, o panorama não mudou. Em muitas igrejas, os "entulhos dos filisteus" continuam impedindo o jorrar das águas cristalinas, que são os sadios ensinos das Sagradas Escrituras.
Que DEUS nos guarde. Vigiemos! Não deixemos que os poços sejam entulhados. Pelo contrário, cavemos novos poços! JESUS encherá de água viva tantos poços quantos consigamos cavar.
 
SUGESTÃO DE LEITURA - Entrando No Campo Da Fé, Dicionário Bíblico Wycliffe e Guia do Leitor da Bíblia.
Referências Bibliográficas (outras estão acima)
Dicionário Bíblico Wycliffe. DEUS.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009, Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal, Bíblia de Estudo Almeida. Revista e Atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006, Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. Texto bíblico Almeida Revista e Corrigida.
Bíblia de Estudo Pentecostal. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida, com referências e algumas variantes. Revista e Corrigida, Edição de 1995, Flórida- EUA: CPAD, 1999.
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm  -- www.ebdweb.com.br - www.escoladominical.net - www.gospelbook.net - www.portalebd.org.br/  -- http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/alianca.htm
Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD, Manual Bíblico Entendendo a Bíblia, CPAD, Dicionário de Referências Bíblicas, CPAD, Hermenêutica Fácil e descomplicada, CPAD, Revistas antigas - CPAD
Silva, Antonio Gilberto da, 1929- A Prática do evangelismo pessoal / Antonio Gilberto da Silva. - Rio de Janeiro : Casa Publicadora das Assembléias de DEUS, 1983.
Lições Bíblicas - 2000 - 3º Trimestre - Evangelismo e Missões - CPAD - Comentarista - Esequias Soares
ESFORÇA-TE PARA GANHAR ALMAS - Orlando Boyer - Editora Vida - ISBN: 857367153X - Ano: 1975
Espada Cortante - Atos: o Evangelho do ESPÍRITO SANTO - Orlando S. Boyer - CPAD, Espada Cortante - João: o Evangelho do Filho de DEUS Orlando S. Boyer - CPAD
Atos - Série Cultura Bíblica - I. Howard Marshall - SOCIEDADE RELIGIOSA EDIÇÕES VIDA NOVA e ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA EDITORA MUNDO CRISTÃO,
Rua Antonio Carlos Taconni, 75 e 79, Cidade Dutra, São Paulo-SP, CEP 04810
Os dons Ministeriais - Por A. L. Gill - www.gillministries.com
DE CIDADE EM CIDADE - Elementos para uma teologia bíblica de missão Urbana em Lucas-Atos - Descoberta Editora Ltda - Londrina - PR - Jorge Henrique Barro - 2006
Tesouro de Conhecimentos Biblicos / Emilio Conde. - 2* ed. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de DEUS, 1983
Wiesber, Comentário Bíblico. Editora Geográfica, 2008, Champlin, Comentário Bíblico. Hagnos, 2001, Concordância Exaustiva do Conhecimento Bíblico "The Treasury of Scripture Knowledge"
Pequena Enciclopédia Bíblica - Orlando Boyer - CPAD