quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Lição 5, As Consequências das Escolhas Precipitadas, 5 partes, 4Tr16, Ev Henrique, EBD NA TV

Lição 5, As Consequências das Escolhas Precipitadas
4º Trimestre de 2016 - Título: O DEUS de Toda Provisão - Esperança e Sabedoria Divina para a Igreja em meio às Crises
Comentarista: Pr. Elienai Cabral
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
AQUI VOCÊ VÊ PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO - POLÊMICOS
Ajuda para a lição em http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/avidadeabraao.htm#Lição 2  
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/avidadeabraao.htm#Lição 3
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/avidadeabraaoparte2.htm#Abrão no Egito
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/avidadeabraaoparte4.htm
 
 
TEXTO ÁUREO"O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura." (Pv 14.29)
 
 
VERDADE PRÁTICANão sejamos precipitados em nossas escolhas, pois a precipitação gera crises e erros irreparáveis.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Pv 29.20 A precipitação é loucura e gera crise
Terça - Gn 13.10 A escolha precipitada
Quarta - Gn 14.16 A escolha precipitada de Ló e o seu resgate
Quinta - Jó 12.13 Os conselhos de DEUS nos livram das crises
Sexta - Sl 1.1-3 Meditar nos conselhos de DEUS nos faz prosperar
Sábado - Pv 16.1 A resposta certa vem de DEUS e nos livra das crises
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Gênesis 13. 7-18
7 - E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os ferezeus habitavam, então, na terra. 8 - E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti e entre os meus pastores e os teus pastores, porque irmãos somos. 9 - Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda. 10 - E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem-regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra  do Egito, quando se entra em Zoar. 11 - Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e partiu Ló para o Oriente; e apartaram-se um do outro.  12 - Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades da campina e armou as suas tendas até Sodoma. 13 - Ora, eram maus os varões de Sodoma e grandes pecadores contra o SENHOR. 14 - E disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta, agora, os teus olhos e olha desde o lugar onde estás, para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente; 15 - porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e à tua semente, para sempre. 16 - E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente será contada. 17 - Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei. 18 - E Abrão armou as suas tendas, e veio, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR.
 
OBJETIVO GERAL - Mostrar que as escolhas precipitadas podem gerar crises em nossa vida.
 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Especificar que é necessário ter cuidado com as escolhas;
Compreender que Ló foi traído por aquilo que viu;
Explicar porque Ló é um exemplo de prosperidade e perdas.
 
INTERAGINDO COM O PROFESSORVocê pede a orientação de DEUS antes de tomar suas decisões e fazer suas escolhas? Então não terá dificuldade em trabalhar com seus alunos o tema da lição.
Uma escolha errada pode trazer prejuízos irreparáveis para a nossa vida. Ló, sobrinho de Abrão, é um exemplo bíblico dessa verdade. Ao se separar de seu tio ele escolheu um caminho que a seus olhos parecia ser o melhor. Ele não perguntou a vontade de DEUS e não honrou Abrão, o chefe do clã, ao escolher primeiro as suas terras. Ló foi precipitado e seduzido pelo seu olhar. Não aja sem pensar e acima de tudo sem oração, pois DEUS conhece todas as coisas. Ele sabe aquilo que é melhor. Aproveite o tema da lição para ressaltar que as escolhas erradas podem trazer crises econômicas, espirituais e em diferentes áreas da nossa vida.
 
PONTO CENTRAL - A crise pode ser uma consequência das escolhas erradas que fazemos.
 
Resumo da Lição 5, As Consequências das Escolhas Precipitadas
I - O CUIDADO COM AS ESCOLHAS
1. A prosperidade de Abrão.
2. Abrão fez a escolha certa.
3. Abrão passa pelo Egito.
II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
1. Briga entre os pastores de Abrão e Ló.
2. A decisão de Abrão.
3. A escolha precipitada de Ló.
III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
1. Ló e suas riquezas.
2. A guerra dos reis.
3. Abrão socorre Ló.
 
SÍNTESE DO TÓPICO I - Precisamos ter cuidado com as escolhas que fazemos.
SÍNTESE DO TÓPICO II - Não seja atraído somente por aquilo que você vê.
SÍNTESE DO TÓPICO III - Ló é um exemplo, para os crentes, de prosperidade e perdas.
 
PARA REFLETIR - A respeito das consequências das escolhas precipitadas, responda:
A prosperidade de Abrão era resultado de quê?
De sua riqueza, obediência e confiança em DEUS.
Por que Abrão teve que descer ao Egito?Devido a uma grave crise de alimentos.
Por que Abrão e Ló tiveram que se separar?Porque não havia mais espaço suficiente na terra para ambos. Faltava água e pastagem para tantos animais.
Ló foi sábio em sua escolha ou ele foi precipitado?Ló foi precipitado em sua escolha. Ele não honrou o seu tio como patriarca e não consultou ao Senhor.
O que Abrão fez quando soube que Ló havia sido capturado e levado cativo?Ele imediatamente partiu para ajudar o sobrinho.
 
CONSULTE - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 68, p38.
 
SUGESTÃO DE LEITURA - Escolhendo uma Vida que Vale a Pena. Três Regras Simples e Um Plano Para dar Direção à Sua Vida

 
Comentários extras do Ev. Luiz Henrique
Resumo rápido da Lição 4, A Provisão De DEUS No Monte Do Sacrifício  (Ev. Henrique).
DEUS chamou Abrão e lhe disse para deixar sua terra e parentela, mas ele levou seu sobrinho Ló.
Ló tinha servos e servas e família e gado.
viveram juntos até que não deu mais. Eles não brigaram, mas houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló. Abrão tomou a iniciativa de resolver a questão antes disso prejudicar sua amizade com Ló. Tudo era, na verdade, plano de DEUS para começar a tratar com Abrão e lhe usar para que dele nascesse o salvador JESUS. Abrão propõe a Ló se separarem e lhe dá a prerrogativa de escolher o melhor lugar para ele.
Ló tomou uma atitude precipitada, sem consultar a DEUS e sem respeitar a chamada de seu tio Abrão, escolheu o lado mais bonito e atrativo ao seu apelo materialista.
Por dez vezes DEUS fala a Abrão e lhe renova as promessas.
Isaque também faz o mesmo que seu pai. "E perguntando-lhe os homens daquele lugar acerca de sua mulher, disse: É minha irmã; porque temia dizer: É minha mulher; para que porventura (dizia ele) não me matem os homens daquele lugar por amor de Rebeca; porque era formosa à vista." Gênesis 26:7.
Não recebeu nenhum presente, e DEUS o prosperou - "E semeou Isaque naquela mesma terra, e colheu naquele mesmo ano cem medidas, porque o SENHOR o abençoava." Gênesis 26:12
I - O CUIDADO COM AS ESCOLHAS
1. A prosperidade de Abrão.
Abrão já saiu de Harã com uma boa herança de seu pai e juntou o que tinha com o que herdou.  Abrão ficou mais rico quando mentindo ganhou presentes de Faraó (Gn 12.16). Depois ficou mais rico quando mentindo ganhou presentes de Abimeleque em Gerar (Gn 20.14-16). A maioria de nós não tem o que tem hoje agindo honestamente. Quando nossa vida está em jogo, se for preciso, ainda mentimos. Quando nossos bens estão em jogo, ainda mentimos. Quando nossa família corre perigo, ainda mentimos.
A prosperidade de Abrão tem a ver com ter saído de UR dos caldeus, obedecendo ao chamado de DEUS e não por ter mentido no Egito e em Gerar. DEUS o ajudou a prosperar, mas não devido a sua mentira nos dois lugares.
2. Abrão fez a escolha certa.
Apesar de tudo, de todos os seus erros, Abrão deixou sua terra e decidiu obedecer ao chamado de DEUS. Depositou sua vida inteiramente nas mãos de DEUS. Muitas crises na vida do crente advêm de decisões precipitadas. Não consultaram a DEUS. Se preocuparam com não passar por problemas, escolheram o caminho mais rápido, mais curto. Muitos, por desobediência, estão passando por problemas. O crente pode passar também por problemas devido à sua fidelidade a DEUS. Crentes podem ser provados por DEUS. Abrão aprendeu depois de muito tempo que DEUS sempre estava no controle de tudo, não importando por ele andasse e nem do que fizesse. Abrão resolveu obedecer a DEUS e confiar inteiramente Nele. isso fez com que se mantivesse no centro da vontade de DEUS.
Jó, por exemplo, perdeu tudo o que tinha de mais importante, mas permaneceu fiel a DEUS e nunca perdeu sua paciência. Recebeu o dobro do que possuía antes. Veja que eu disse que "a maioria de nós" não tem o que tem hoje agindo honestamente. Não disse que todos foram assim. Vivemos antes no mundo onde mentimos e fizemos coisas que até nos causam vergonha de dizer. Abrão foi assim no início de sua fé, mas foi sendo moldado devido aos problemas pelos quais passou. Terminou aprendendo.
3. Abrão passa pelo Egito.
Abrão passou por crises que ele mesmo construiu devido a ter saído fora da trilha desenhada por DEUS para sua vida. A fé de Abrão na providência de DEUS o livrou de perder as bênçãos que DEUS tinha para ele. Assim também agimos, muitas vezes, deixando de consultar a DEUS sobre como procedermos diante de nossas adversidades. Por mais que saiamos dos planos de DEUS para nós ELE vê nossa fé NELE e nos coloca de volta para cumprir em nós seu plano de salvação para as nações. Só precisamos aprender a saber que lugar temos nesse plano. Basta dizermos para DEUS; Eis-me aqui, usa-me a mim. Aqui está minha vida. É sua.
II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
1. Briga entre os pastores de Abrão e Ló.
Depois de descer ao Egito e quase perder sua esposa e sua vida Abrão voltou ao lugar de adoração e se reconciliou com DEUS. Em Betel ( בית אל Beyth-’El - casa de DEUS).  Ali estava o altar que construiu quando entrou na terra da promessa. (Gn 13.3,4).
A oração menos feita na terra é a de ação de graças, a de agradecimento. Abrão não foi mal-agradecido.
A prosperidade mal adquirida trouxe problemas tanto para Abrão como para Ló, seu sobrinho. Seus pastores começaram a contender devido ao espaço ser pouco para tanto gado. Na certa a água era escassa e os pastos também. Abrão viu o problema e antes que isso causasse divisão entre ele e seu sobrinho procurou uma solução para o problema. Era preciso confiar em DEUS para não escolher e decidir pelos dois o que fazer.
2. A decisão de Abrão.
Abrão procurou uma solução pacífica para o problema e queria resolvê-la de tal forma que seu sobrinho não pudesse culpá-lo por algum insucesso no futuro. Creio que Abrão desejava seguir seu caminho com DEUS sem interferência de seu sobrinho. O melhor era deixar o próprio Ló escolher um lugar de sua preferência para morar e cuidar de seus bens. Creio que Abrão conhecia bem seu sobrinho e sabia que ele não consultaria a DESU e escolheria o que lhe era mais bonito à vista material.
No futuro sabemos que DEUS iria destruir Sodoma e Gomorra devido a seus pecados.
Palavra Conheçamos e seu significado:  
Quando os anjos estão na casa de Ló veja o que disseram o povo para Ló:
Bíblia ARC - E chamaram Ló e disseram-lhe: Onde estão os varões que a ti vieram nesta noite? Traze-os fora a nós, para que os conheçamos.
Bíblia Católica - Traga-os para que tenhamos relações com eles.
Bíblia ARA - Traze-os fora a nós para que abusemos deles.
Bíblia NTLH - Traga-os aqui fora para nós, pois queremos ter relações com eles.
Bíblia VIVA  - "Traga para fora os homens que estão aí! Queremos usá-los como mulher!
3. A escolha precipitada de Ló.
A proposta de Abrão foi: "Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda" (Gn 13.9).
Cremos que Ló não pensou na autoridade que Abrão tinha sobre ele. Não pensou na honra que devia dar a seu tio. Não pensou no chamado de DEUS na vida de seu tio. Não pensou em consultar a DEUS.
Precipitadamente escolheu materialmente e não espiritualmente. Escolheu seu triste futuro. Escolheu o que lhe agradara aos olhos de cobiça.
Aos olhos de Ló e de todos por ali, Ló havia escolhido o melhor lugar. Para DEUS Ló escolheu o caminho que DEUS mesmo queria para ele, longe de Abrão. Ló deveria ter avaliado o lugar e seus habitantes primeiro.
Agimos assim às vezes. Escolhemos locais para morarmos e para trabalharmos que nos parece o paraíso, mas para DEUS esse é o lugar de laço, de pecado, de sofrimento e de angústia. DEUS nos livre de nos esquecermos de consultá-lo em tudo e para tudo. 
III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
1. Ló e suas riquezas.
Ló saiu de Ur dos Caldeus com a herança de seu pai e com suas próprias posses.
Gn 12.5 E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e todos os bens que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e chegaram à terra de Canaã. (grifo nosso) Haviam adquirido indica que Abrão e Ló tinham bens.
Depois de Abrão descer ao Egito e enganar a faraó sobre sua esposa, com medo de morrer, Ló provavelmente teve que sustentar a mentira de Abrão, confirmando-a diante dos moradores da Terra (Gn 12.12,13).
A bíblia declara que Faraó fez bem a Abrão por causa de sua esposa, que para faraó era só irmã de Abrão. Gn 12.16 E fez bem a Abrão por amor dela; e ele teve ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos. Quando diz que fez bem a Abrão e ele teve animais, quer dizer que faraó lhe deu tudo isso de presente.
Ló, parece que também foi abençoado, pois quando saem do Egito eles possuem uma considerável situação econômica a ponto de a terra não suportar seus rebanhos unidos em um mesmo local.
E era Abrão muito rico em gado, em prata e em ouro. E também Ló, que ia com Abrão, tinha rebanhos, gado e tendas. Gênesis 13:2,5.
Como não havia espaço para os dois num mesmo lugar Abrão deu a Ló o direito de escolher para onde queria ir e se fixar. Ló, deixando de considerar a primazia de seu tio como mais velho e portador da chamada de DEUS, escolheu precipitadamente viver nas campinas verdejantes de Sodoma. Ali havia perigo, havia deixado a proteção espiritual de seu tio. Havia ali pessoas más e a situação política dos reinos à volta de Sodoma era de guerra. O juízo de DEUS sobre os pecados de Sodoma e Gomorra estavam por vir, mas Ló não consultou a DEUS, Ló não pediu a opinião de seu tio, portador da bênção de DEUS.
Não havendo sábios conselhos, o povo cai, mas na multidão de conselhos há segurança. Provérbios 11:14
2. A guerra dos reis.
A situação política dos reinos à volta de Sodoma era de guerra.
Os reis Anrafel, rei de Sinar, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goim fizeram guerra a Bera, rei de Sodoma, a Birsa, rei de Gomorra, a Sinabe, rei de Admá, e a Semeber, rei de Zeboim, e ao rei de Belá (esta é Zoar). A guerra aconteceu no vale de Sidim (que é o Mar Salgado).
A causa da guerra era porque rebelaram-se contra Quedorlaomer que os venceu e tomaram todos os bens de Sodoma, e de Gomorra, e todo o seu mantimento e foram-se. Também tomaram a Ló e sua família, que habitava em Sodoma e os seus bens.Uma escolha precipitada pode causar grandes danos não só à pessoa atingida como a toda sua família.
3. Abrão socorre Ló.
Abrão poderia ter deixado Ló ser escravo para aprender a não ser ganancioso, mas Abraão tinha um bom coração, não tinha mágoa, nem rancor e nem desejo de vingança em si. Era homem de DEUS, era responsável por cuidar de ló que pertencia à sua família. Abrão considerava Ló como seu irmão.
Então veio um, que escapara, e o contou a Abrão o fato ocorrido. Abrão armou os seus criados, trezentos e dezoito, e os perseguiu até Dã.
E dividiu-se contra eles de noite, ele e os seus criados, e os feriu. E tornou a trazer todos os seus bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os seus bens, e também as mulheres, e o povo.
Abrão foi abençoado por DEUS, os reis ficaram muito gratos a Abrão. Abrão deu o dízimo ao representante de DEUS do que arrecadara na guerra. Abrão não ficou com nada, deu parte aos que participaram da guerra com ele e ainda abençoou o rei de Sodoma e devolveu tudo o que pertencia a Ló. Mais tarde, a cidade de Sodoma foi destruída pelo fogo do julgamento divino, e Ló perdeu tudo o que tinha.
 
NEGUEBE
Região desértica situada no sul de Canaã (Gn 20.1, RA; RC, sul).
 
Gênesis 13:1-18
13.1, 2 Nos dias do Abrão donos de ovelhas e gados podiam adquirir uma grande riqueza. A riqueza do Abrão não só incluía prata e ouro mas também ganho. Estes animais eram uma mercadoria valiosa utilizada como comida, vestido, material para lojas e para sacrifícios. Elas eram em geral trocadas por outros bens e serviços. Abrão pôde observar o crescimento e a multiplicação diária de sua riqueza.
13.5-9 Ao enfrentar a possibilidade de um conflito com seu sobrinho Ló, Abrão tomou a iniciativa de resolver a disputa. Ele permitiu a Ló que escolhesse primeiro, mesmo sendo mais velho e tendo esse direito. Além disso, Abrão mostrou a disposição de arriscar-se a ser enganado. O exemplo de Abrão nos mostra como devemos responder às situações familiares difíceis:
(1) tomar a iniciativa para resolver os conflitos, (2) permitir a outros que façam a primeira eleição, mesmo que isso signifique que não teremos o que queremos; (3) Colocar a paz familiar acima de nossos desejos pessoais.
13.7, 8 Rodeados de vizinhos hostis, os pastores de Abrão e de Ló deveriam permanecer unidos. Em lugar disso, permitiram que a adversidade os separasse. Situações similares existem hoje em dia. Muitos cristãos discutem e brigam, enquanto Satanás está trabalhando ao redor deles.
As rivalidades, as discussões, os desacordos entre crentes podem ser destrutivos de três maneiras: (1) podem danificar a boa vontade, confiança e paz, a base das relações humanas; (2) Colocarem obstáculos ao progresso de importantes projetos da igreja; (3) Podem fazer com que nos concentremos em nós mesmos e não no amor. JESUS soube quão destrutivos podem ser as contendas entre irmãos. Em sua oração final, antes de ser traído e detido, JESUS pediu a DEUS que seus seguidores sempre fossem "um" (João 17:21).
13.10, 11 O caráter de Ló se revela por suas escolhas precipitadas. Escolheu a melhor parte da terra mesmo que isto significasse viver perto da Sodoma, uma cidade conhecida por seu pecado. Ló foi ambicioso, desejou o melhor para si mesmo, sem deter-se em pensar nas necessidades de seu tio Abrão ou no que era justo.
Nossa vida é resultado de uma série de decisões. Também nós podemos escolher o melhor enquanto ignoramos as necessidades e os sentimentos de outros. Esta classe de decisões, como o mostrou a vida do Ló, causa problemas. Quando deixamos de decidir na direção de DEUS, tudo o que fica é decidir na direção equivocada.
Algumas pessoas simplesmente vivem à deriva. Suas alternativas, quando podem reunir suficiente vontade para tomar decisões, tendem a seguir a lei do menor esforço. Ló, o sobrinho do Abrão, era esse tipo de pessoa.
Quando era jovem, Ló perdeu seu pai. Mesmo que isto tivesse sido duro para ele, contou com o exemplo de seu avô Terá e de seu tio Abrão, que o criaram. Ainda assim, Ló não desenvolveu o mesmo caráter que aqueles tinham. Estava tão envolvido com o materialismo que era incapaz de ver as conseqüências de suas ações.
É difícil imaginar o que teria sido de sua vida sem a atenção esmerada do Abrão e a intervenção de DEUS.
No momento em que Ló foi tirado dessa situação sua vida tinha dado um horrível giro. Tinha estado tão misturado com a cultura de seus dias que não queria deixá-la. Logo sua esposa amou mais a Sodoma do que a DEUS e à sua família e suas filhas cometeram incesto com ele. Sua vida sem rumo o levou finalmente a um caminho muito definido: a destruição.
Entretanto, Ló é chamado "justo" no Novo Testamento e clamava a DEUS para que tomasse alguma atitude quanto ao pecado de Sodoma (2 Pe 2:7). Rute, a descendente do Moabe, foi um antepassado do JESUS CRISTO, mesmo que Moabe fosse o resultado da relação incestuosa do Ló com uma de suas filhas. Isto nos dá esperança no sentido de que DEUS perdoa e freqüentemente tira circunstâncias positivas do mal.
Que direção leva sua vida? Vai você para DEUS ou se afasta Dele? Se sua vida está à deriva, decidir-se por DEUS pode lhe parecer difícil, mas é a única decisão que põe todas as demais decisões em uma luz diferente.
Pontos fortes e lucros :
-- Era um homem de negócios bem-sucedido.
-- Pedro o chamou um homem justo (2 Pe 2:7-8).
Debilidades e enganos :
-- Quando tinha que tomar alguma decisão, tendia a transpô-la, logo elegia o curso de ação mais fácil.
-- Quando lhe dava a escolher, sua primeira reação era pensar em si mesmo.
Lição de sua vida:
-- DEUS quer que façamos algo mais que viver à deriva: quer que sejamos uma influência a seu favor.
Dados gerais :
-- Onde: Viveu primeiro no Ur dos caldeus, logo mudou-se para Canaã com o Abrão. Depois, mudou-se à malvada cidade da Sodoma.
-- Ocupação: Boiadeiro rico (ganho bovino e ovino). Além disso, funcionário da cidade.
-- Familiares: Pai: Harã. Adotado por Abrão quando morreu seu pai. Não se menciona o nome de sua esposa, que se converteu em uma estátua de sal quando Sodoma foi destruída.
Versículo chave :
"E detendo-se ele, os varões agarraram de sua mão, e da mão de sua mulher e das mãos de suas duas filhas, segundo a misericórdia de DEUS para com ele; e o tiraram e o puseram fora da cidade" (Gen 19:16).
A história do Ló se relata em Gênesis 11-14; 19. Também se menciona em Deut 2:9; Luc 17:28-32; 2 Pe 2:7-8.
 
Gn 13.12 Ao princípio pareceu ser uma sábia decisão por parte do Ló: bom pasto e água abundante. Mas não se deu conta de que a influência pecaminosa da Sodoma poderia originar tentações tão fortes que podiam destruir a sua família. Você decidiu viver ou trabalhar em uma "Sodoma"? Mesmo que você possa ter suficiente força para resistir às tentações, pode ser que outros membros de sua família não. Enquanto que as Escrituras nos mandam que nos aproximemos às pessoas da "Sodoma" que está perto de nós para ganhá-los, devemos evitar nos converter no mesmo tipo de gente que estamos tratando de alcançar.
Notas da Bíblia Diário Vivir.
 
Gênesis 13:1-18
Notas do Capítulo:
[1] 13.7 Abrão e seus parentes eram pastores seminômades que se deslocavam de um lugar a outro, geralmente a procura de zonas de cultivo, em busca de pastos para seus rebanhos. A distribuição dos campos de pastoreio e o uso dos poços de água eram motivo de freqüentes brigas entre os pastores. Cf. Gn 26.19-21; Ex 2.16-19.
[2] 13.10 A planície do Jordão é o vale que se estende à beira desse rio antes de sua desembocadura no Mar Morto. Horta do Jeová : outra possível tradução: Grande jardim. Esta expressão tem provavelmente um sentido superlativo e indica a grandeza ou excelência do lugar. (Veja-se Gn 1.2 nota d .). Zoar estava situada nesse mesmo vale, ao sul do Mar Morto.
[3] 13.10 Sodoma: cidade destruída posteriormente (Gn 19.24). Seu nome se conserva ainda no do Yébel Usdum ("montanha da Sodoma"), uma cadeia montanhosa situada ao sul do Mar Morto. Gomorra também se encontrava naquela região.
[4] 13.14-17 Cf. At 7.5; Gl 3.16. Aqui se renova a promessa que Jeová fazia ao Abrão. Veja-se Gn 12.2 N.
[5] 13.18 Hebron : cidade dos Montes do Judá, a 36 km ao sul de Jerusalém. É uma das mais antigas cidades da região (cf. Nm 13.22), habitada ininterrumpidamente até o dia de hoje. Os árabes a chamam O Jalil , "o Amigo", em memória de Abrão, o amigo de DEUS (2 Cr 20.7; Is 41.8; Tg 2.23). O bosque de carvalhos encontrava-se a 3 km ao norte do Hebron e era provavelmente um lugar sagrado. Cf. Gn 14.13; 18.1.
Notas da Bíblia Reina - Valera
 
Referências Bibliográficas (outras estão acima)
Dicionário Bíblico Wycliffe. DEUS.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009, Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal, Bíblia de Estudo Almeida. Revista e Atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006, Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. Texto bíblico Almeida Revista e Corrigida.
Bíblia de Estudo Pentecostal. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida, com referências e algumas variantes. Revista e Corrigida, Edição de 1995, Flórida- EUA: CPAD, 1999.
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm  -- www.ebdweb.com.br - www.escoladominical.net - www.gospelbook.net - www.portalebd.org.br/  -- http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/alianca.htm
Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD, Manual Bíblico Entendendo a Bíblia, CPAD, Dicionário de Referências Bíblicas, CPAD, Hermenêutica Fácil e descomplicada, CPAD, Revistas antigas - CPAD
Silva, Antonio Gilberto da, 1929- A Prática do evangelismo pessoal / Antonio Gilberto da Silva. - Rio de Janeiro : Casa Publicadora das Assembléias de DEUS, 1983.
Lições Bíblicas - 2000 - 3º Trimestre - Evangelismo e Missões - CPAD - Comentarista - Esequias Soares
ESFORÇA-TE PARA GANHAR ALMAS - Orlando Boyer - Editora Vida - ISBN: 857367153X - Ano: 1975
Espada Cortante - Atos: o Evangelho do ESPÍRITO SANTO - Orlando S. Boyer - CPAD, Espada Cortante - João: o Evangelho do Filho de DEUS Orlando S. Boyer - CPAD
Atos - Série Cultura Bíblica - I. Howard Marshall - SOCIEDADE RELIGIOSA EDIÇÕES VIDA NOVA e ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA EDITORA MUNDO CRISTÃO,
Rua Antonio Carlos Taconni, 75 e 79, Cidade Dutra, São Paulo-SP, CEP 04810
Os dons Ministeriais - Por A. L. Gill - www.gillministries.com
DE CIDADE EM CIDADE - Elementos para uma teologia bíblica de missão Urbana em Lucas-Atos - Descoberta Editora Ltda - Londrina - PR - Jorge Henrique Barro - 2006
Tesouro de Conhecimentos Biblicos / Emilio Conde. - 2* ed. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de DEUS, 1983
Wiesber, Comentário Bíblico. Editora Geográfica, 2008, Champlin, Comentário Bíblico. Hagnos, 2001, Concordância Exaustiva do Conhecimento Bíblico "The Treasury of Scripture Knowledge"
Pequena Enciclopédia Bíblica - Orlando Boyer - CPAD