quinta-feira, 13 de setembro de 2012

LIÇÃO 12, AS DORES DO ABANDONO


LIÇÃO 12, AS DORES DO ABANDONO
Lições Bíblicas do 3º Trimestre de 2012 - CPAD - Jovens e Adultos
Vencendo as Aflições da Vida - "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas” (Salmos 34:19).
Comentários da revista da CPAD: Pr. Eliezer de Lira e Silva
Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO
 
 

TEXTO ÁUREO 
"DEUS faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca"  (Sl 68.6).
 
 
VERDADE PRÁTICA 
Ainda que sejamos abandonados por parentes, amigos ou irmãos, DEUS jamais nos desamparará. 
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda – 1 Tm 5.8 Quem não cuida da família é pior que o infiel 
Terça – Lv 19.32 Os idosos devem ser honrados
Quarta –  Pv 27.10 Os amigos não devem ser abandonados
Quinta – Sl 50.15 DEUS atende-nos no dia da angústia
Sexta – Êx 33.10,11 Moisés – o companheiro de DEUS
Sábado – Jo 14.26  A promessa da vinda do Consolador 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE- 2 Timóteo 4.9-18
Procura vir ter comigo depressa,

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.

Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.

Também enviei Tíquico a Éfeso.

Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.

Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.

Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.
2 Timóteo 4:9-18
Procura vir ter comigo depressa,

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.

Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.

Também enviei Tíquico a Éfeso.

Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.

Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.

Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.
2 Timóteo 4:9-18
Procura vir ter comigo depressa,

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.

Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.

Também enviei Tíquico a Éfeso.

Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.

Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.

Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém
2 Timóteo 4:9-18
Procura vir ter comigo depressa,

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.

Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.

Também enviei Tíquico a Éfeso.

Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.

Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.

Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém
2 Timóteo 4:9-18
Procura vir ter comigo depressa,

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.

Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.

Também enviei Tíquico a Éfeso.

Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.

Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.

Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém
2 Timóteo 4:9-18
Procura vir ter comigo depressa,

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.

Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.

Também enviei Tíquico a Éfeso.

Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.

Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.

Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.
2 Timóteo 4:9-18
Procura vir ter comigo depressa, Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério. Também enviei Tíquico a Éfeso. Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos. Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras. Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão. E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.
 
4.17 O SENHOR ASSISTIU-ME. Por causa da perseguição severa contra os cristãos em Roma, ninguém ousa-va identificar-se com o apóstolo, que com valor defendia o evangelho (v. 16). Paulo ficou profundamente decepcionado e sentiu-se abandonado. Em tais ocasiões, no entanto, sentia a presença muito real do Senhor, que estava a seu lado e o fortalecia (cf. At 23.11; 27.23; Rm 4.20; 2 Co 1.3-5; Ef 6.10; Fp 4.13).
Atos dos Apóstolos 23
11 E, na noite seguinte, apresentando-se-lhe o Senhor, disse: Paulo, tem ânimo! Porque, como de mim testificaste em Jerusalém, assim importa que testifiques também em Roma.

Atos dos Apóstolos 27
23 Porque, esta mesma noite, o anjo de DEUS, de quem eu sou e a quem sirvo, esteve comigo,
 
Romanos 4
20 E não duvidou da promessa de DEUS por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a DEUS;
 
2 Coríntios 1
3 Bendito seja o DEUS e Pai de nosso Senhor JESUS CRISTO, o Pai das misericórdias e o DEUS de toda consolação, 4 que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de DEUS. 5 Porque, como as aflições de CRISTO são abundantes
em nós, assim também a nossa consolação sobeja por meio de CRISTO.
 
Efésios 6
10 No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
 
Filipenses 4
13 Posso todas as coisas naquele que me fortalece.
 
ABANDONAR (Dicionário Vine - CPAD)
‘az.ab (3jy): “deixar, desamparar, abandonar, deixar para tras, deixar de parte, deixar ir”. Esta palavra aparece no acadiano, no hebraico e no aramaico posbiblicos. Palavras semelhantes aparecem no arabe e etiopico. A palavra ocorre no hebraico biblico por cerca de 215 vezes e em todos os periodos.
Basicamente, 'azab significa “afastar-se de algo” ou “deixar”. Este e o significado da palavra em sua primeira ocorrencia biblica: “Portanto, deixara o varao o seu pai e a sua mae e apegar-se-a a sua mulher” (Gn 2.24). Acepcao especial da palavra e “deixar em apuros” ou abandonar alguem que e dependente dos seus servicos.
Assim Moises disse a Hobabe, o midianita (queneu): “Ora, nao nos deixes [em apuros]; porque tu sabes que nos nos alojamos no deserto; de olhos nos serviras” (Nm 10.31).
A palavra tambem leva o significado de “desamparar” ou “deixar totalmente”. Tais passagens transmitem uma nota de finalidade ou perfeicao.
Assim Isaias deve pregar que “a terra de que te enfadas sera desamparada dos seus dois reis” (Is 7.16).
Em outros lugares, o abandono e total, mas nao necessariamente permanente.
DEUS diz que Israel e “uma mulher desamparada e triste de espirito; [...] Por um pequeno momento, te deixei, mas com grande misericordia te recolherei” (Is 54.6-7).
No acadiano, esta palavra tem o sentido tecnico de “abandonado completa e permanentemente” ou “divorciado”.
Isaias emprega este sentido em Is 62.4: “Nunca mais te chamarao Desamparada, [...] mas chamar-te-ao Hefziba [Meu prazer esta nela]; e a tua terra, Beula [Casada]”.
Outro uso especial da palavra e “desconsiderar o conselho”: “Porem ele deixou o conselho que os anciaos lhe tinham aconselhado” (1 Rs 12.8).
Uma segunda enfase de 'azab e “deixar para tras”, significando deixar algo enquanto se deixa de cena.
Em Gn 39.12, Jose “deixou” as vestes nas maos da esposa de Potifar e fugiu.
A palavra tambem se refere a intencionalmente “entregar as possessoes a confianca de outrem” ou “deixar algo no controle de outrem”.
Potifar “E deixou tudo o que tinha na mao de Jose” (Gn 39.6).
Em acepcao um pouco diferente, a palavra significa “deixar alguem ou algo sozinho com um problema”:
“Se vires o jumento daquele que te aborrece deitado debaixo da sua carga, deixaras, pois, de ajuda-lo? Certamente o ajudaras” (Ex 23.5).
Usado figurativamente, ‘azab quer dizer “por distancia entre” em sentido espiritual ou intelectual: “Deixa a ira e abandona o furor” (SI 37.8).
A terceira enfase da palavra e “deixar de parte" ou "tirar o maximo de algo e deixar o resto para tras”: “Semelhantemente nao rabiscaras a tua vinha, nem colheras os bagos caidos da tua vinha; deixa-los-as ao pobre e ao estrangeiro. Eu sou o SENHOR, vosso DEUS" (Lv 19.10).
Finalmente, 'azab significa “deixar ir” ou “permitir ir embora”. Os “loucos e brutos” sao os que nao fazem provisao para o futuro; eles morrem “deixando” ("permitindo ir embora”) suas riquezas para os outros (SI 49.10).
Acepcao diferente ocorre em Rt 2.16. onde o verbo quer dizer “deixar algo no chao”. O termo ‘azab tambem significa “desistir":
“O que encobre as suas transgressoes nunca prosperara; mas o que as confessa e deixa alcancara misericordia” (Pv 28.13), e a palavra significa “libertar”, como em 2 Cr 28.14: “Entao, os homens armados deixaram os presos e o despojo diante dos maiorais e de toda a congregacao”. O termo 'azab significa “deixar ir" ou "fazer ir embora". Relativo ao mal, Zofar comenta: "[O iniquo] o nao deixe, antes, o retenha no seu paladar" ( Jo 20.13).
O termo ‘azab significa "permitir alguem fazer algo”, como em 2 Cr 32.31. onde “DEUS o desamparou [Ezequias], para tenta-lo, para saber tudo o que havia no seu coracao"; DEUS “deixou” Ezequias fazer tudo o que ele quis. “Renunciar uma atividade" tambem pode significar sua descontinuacao: “Tambem eu. meus irmaos e meus mocos, a juro, lhes temos dado dinheiro e trigo. Deixemos este ganho” (Ne 5.10).
A palavra 'azab e, as vezes, usada no sentido tecnico judicial de “estar livre”, o que e o oposto de estar em escravidao. O Senhor vindicara Seu povo e tera compaixao dos Seus servos “quando vir que o seu poder se foi e nao ha fechado nem desamparado” (Dt 32.36).
 
À luz do ensino bíblico, do exemplo de CRISTO e das lições da história, os cristãos não podem ignorar o desafio social. Como a justiça social é uma das implicações doevangelho, evitar essa área acarreta sérias dificuldades para a consciência cristã e para o testemunho cristão. O fato de alguns movimentos terem tido problemas nessa abordagem não isenta os cristãos da sua responsabilidade. Ao contrário, num mundo afligido por tantas situações que atentam contra a vida, a dignidade e o bem-estar dos seres humanos, é mister que os cristãos redobrem os seus esforços no sentido de seguir os passos daquele que “andou pela terra fazendo o bem”.
 
 
Até mesmo JESUS CRSITO sentiu a dor do abandono, quando na cruz, seus discípulos e amigos o abandoram, seu PAI o desamparou, pois os pecados de toda a humanidade estava sobre ELE, portanto o juízo deveria sobre ELE ser exercido. Seus inimigos o maltratavam, mas suas palavras sobre tudo isto foi:
A PROVA DECISIVA DO HOMEM

Nas cenas da condenação e crucificação de JESUS contemplamos a prova decisiva do homem, comprometendo a responsabilidade individual de cada pessoa envolvida nelas.

Pilatos
 ocupava a sede da autoridade civil; porem, em vez de fazer reinar a justiça, cedeu à pressão popular e condenou quem ele próprio reconhecera como justo. 
Os soldados
 que serviam sob as ordens se mostraram cruéis e zombadores.
Os escribas e sacerdotes
 que constituíam o clero da época buscaram falsas testemunhas para condenar JESUS, e a multidão aderiu à conduta de seus líderes, mostrando a pior ingratidão ao que lhe fizera tanto bem.
Os que passavam
 por ali também O injuriaram e covardemente deram vazão a um ódio sem motivo.
Os próprios discípulos
 abandonaram seu Senhor, foram incapazes de enfrentar a situação.
A humanidade
 foi coberta de vergonha por causa dessa prova a que foi exposta pela última vez. Em meio a essa avalanche de maldade, desprezo e indiferença, JESUS, crucificado, orou por seus inimgos: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23:34). Com perfeito amor executou a obra de salvação que o Pai Lhe encomendara (João 17:4), de maneira que todos os que crêem nEle obtém o perdão divino.
Na cruz JESUS gritou: "DEUS meu, DEUS meu, por que me desamparaste?"
Por quê?
O grito de JESUS em Mateus 27:46 desafia todo o estudante da Bíblia. Há várias interpretações para o texto, e devemos ser cuidadosos para não sermos dogmáticos sobre nosso entendimento de tais textos difíceis. Ao mesmo tempo, o desafio de entender tais versículos freqüentemente nos ajuda a apreciar mais plenamente a grandeza do amor e da graça de DEUS. Este versículo não é exceção. As palavras de JESUS são tiradas diretamente do Salmo 22:1, escrito cerca de 1000 anos antes da morte de CRISTO. A maior parte deste salmo é uma profecia do sofrimento que JESUS suportou na cruz, e é citada repetidamente no evangelho, nas narrações da crucificação. O versículo inicial nos lembra que o maior sofrimento que CRISTO suportou não foi a dor física da cruel cruz, mas a agonia emocional de morrer só. Para compreender melhor este conceito, ajuda partir de Gênesis 2:17, onde DEUS por primeiro anunciou que o pecado resulta em morte. Ele advertiu que a desobediência a sua lei traria a morte, a morte imediata! Quando continuamos a estudar Gênesis, percebemos que o Senhor não estava contemplando a morte física. Adão e Eva pecaram, mas a vida física do primeiro homem continuou por mais de nove séculos. Fisicamente, ele não morreu naquele dia. Mas ele e sua esposa foram separados de DEUS ­ expulsos do jardim­ naquele mesmo dia. Mais tarde aprendemos que a morte é uma separação. A morte física é a separação do espírito do corpo (Eclesiastes 12:7; Tiago 2:26). A morte espiritual é a separação do homem de DEUS, que acontece por causa do pecado (Isaías 59:1-2; Efésios 2:1,12). O salário do pecado do primeiro casal foi sua separação de DEUS. Sofremos a mesma conseqüência hoje: "O salário do pecado é a morte" (Romanos 6:23). JESUS veio para pagar o preço por nossos pecados. Ele morreu em nosso lugar. Sua exclamação em Mateus 27:46 parece mostrar que a verdadeira tortura de seu sacrifício vai além da dor física. Por causa de nosso pecado, ele sofreu separação de seu Pai. Ele morreu. Neste ponto, precisamos ser cuidadosos para não irmos além do que foi revelado. Podemos ser tentados a procurar explicar exatamente como ele foi separado, ou por quanto tempo. Mas DEUS não disse, por isso não devemos desenvolver teorias especulativas sobre o que ele não disse. Contentemo-nos em ser gratos pelo grande amor que levou JESUS a sofrer em nosso lugar.
 
 
Quando os amigos falham conosco
“...Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras. Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.” (2 Tm 4:9-18)
A amizade nos traz algumas das maiores alegrias na vida, mas também pode causar dor imensa. Se você ainda não experimentou rejeição ou traição, você provavelmente algum dia irá experimentar. O apóstolo Paulo aprendeu a perdoar os outros por seus fracassos e reconciliar-se com eles, quando necessário. Vamos descobrir como ele lidou com a traição e o abandono por parte de amigos de confiança.
 
Amigos às vezes falham conosco.
- Apesar da fidelidade de Paulo ao Senhor, seus amigos falharam. Eles não foram fiáveis, quando ele precisava desesperadamente deles (II Timóteo 1:15, 4:14-16).
 
-  Quais são algumas razões pelas quais amigos podem te abandonar em tempos de angústia? Eles…
1. Sentem-se inadequados e / ou não tem certeza de como ajudar.
2. Não querem ser identificados com você em um conflito, por medo de que poderiam acabar no lado perdedor.
3. São ciumentos e esperam vê-lo falhar.
4. Egoisticamente não querem sacrificar seu tempo para apoiá-lo.
5. Julgam você e, assim, desculpam-se da responsabilidade de ajudá-lo.
 
 
O perdão deve prevalecer.
- Paulo respondeu à traição e o abandono com o perdão: “Na minha primeira defesa ninguém me apoiou, mas todos me abandonaram…” (2 Tm. 4:16). Tanto JESUS como Estevão disse algo semelhante nos momentos finais de suas vidas (Lucas 23:34, Atos 7:60).
- Paulo praticava o que pregava; a importância do perdão. Não seja um amigo bons tempos, interessado apenas no que você pode obter de outra pessoa. Esteja disposto a ajudar mesmo aqueles que o maltrataram no passado. Esperar por uma chance de retribuir o que eles fizeram para você, indica que você tem um espírito que não perdoa.
A presença do Senhor nos sustenta.
- Paulo foi capaz de perdoar, porque ele sabia que DEUS nunca iria deixá-lo: “O Senhor esteve comigo” (2 Tm. 4:17). Embora os amigos de Paulo se foram, ele sabia que o Senhor estava com ele. CRISTO promete a todos os crentes, “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei” (Hebreus 13:5).
- O apóstolo foi capaz de perdoar, porque ele confiou em DEUS para capacitá-lo: “O Senhor. . . fortaleceu-me, para que através de mim a pregação fosse cumprida, e todos os gentios a ouvissem” (2 Tm. 4:17). Paulo podia contar com a presença de DEUS para cumprir sua vocação de anunciar o evangelho ao mundo (Fp. 2:13). É bem provável que, as pessoas perseguirão a vós, e alguns de seus amigos vão abandoná-lo em tempos difíceis. Mas DEUS prometeu que todas as adversidades com o tempo chegará a um fim (1 Pe. 5:10).
 - Ele foi capaz de perdoar, porque ele estava confiante de que DEUS iria livrá-lo: “O Senhor me livrará de toda obra do mal, e me levará salvo para o seu reino celestial” (2 Tm. 4:18). O Pai pode nos livrar das dificuldades ou nas dificuldades (Is. 43:1-4). Ele também nos resgata, trazendo-nos para casa para estar com Ele. DEUS livrou Paulo, não permitindo que Nero o executasse. Quatro anos mais tarde, o governador cometeu suicídio. Ninguém pode violar os princípios de DEUS e evitar o seu juízo.
  Que tipo de amigo você é?
Você é dedicado a todos aqueles que você ama? Ou você muitas vezes os decepciona?
Talvez você seja fiel, mas seus amigos sempre falham com você quando o problema vem.
Feridas e rejeição são partes dolorosas, mas inevitável da vida. A cura está sempre disponível se você estiver disposto a perdoar.
Você e eu podemos ter conforto em saber que o mais fiel amigo, o Senhor JESUS, nunca sai do nosso lado, ainda que todo mundo nos abandone.
Pr. Aldenir Araújo
 
 
Famílias Seguras
Abandono e divórcio são fontes de muito sofrimento. A vida de muitas crianças e jovens se torna um pesadelo, devido às promessas quebradas dos pais. Muitos adultos sofrem feridas incuráveis de rejeição por alguém que, alguns anos antes, prometeu amor e fidelidade até a morte. DEUS autorizou o casamento, mas a destruição de lares é obra do diabo. Muitas coisas mudam depois de casar, mas o compromisso é irrrevogável. Geralmente, o homem de 50 anos não é tão bonito, fisicamente, como era quando tinha 20 anos. A mulher de 80 anos pode ter alguns problemas de saúde que não tinha aos 30 anos. Problemas mais difíceis, incluindo doenças mentais, podem se desenvolver depois do casamento, mas o compromisso não muda. Uma doença ou acidente pode deixar a pessoa incapaz de cumprir seu papel normal, mas o compromisso continua o mesmo. A sua esposa ou o seu marido merece a segurança de saber que vocês vão ficar juntos até a morte.
Seus filhos precisam da mesma segurança. Lares tumultuados e quebrados por divórcio deixam muitas vítimas. Pesquisa publicada na revista Veja prediz uma grande mudança na família brasileira: "Em apenas duas décadas, o número de famílias nucleares, compostas por pai, mãe e filhos de um primeiro casamento, será menor do que o de novas uniões resultantes de separações e divórcios." O mesmo artigo observa o fato óbvio: "Mas é ilusão achar que exista separação sem dor e sofrimento. O fim de um casamento é uma das situações mais estressantes que um ser humano pode enfrentar....Para as crianças, significa lidar com emoções desconhecidas, na maioria das vezes traumáticas...." (17/03/99, páginas 110-111).
Cumprindo nossos papéis com amor
Existem muitas outras coisas que contribuem à segurança no lar. Homens responsáveis devem trabalhar e sustentar a família (1 Tessalonicenses 4:11; 2 Tessalonicenses 3:10; 1 Timóteo 5:8). Mulheres piedosas serão boas donas de casa, contentes com as necessidades da vida e livres da avareza (Tito 2:3-5; 1 Timóteo 6:7-10). Pais que temem ao Senhor vão instruir seus filhos por palavra e exemplo, os corrigindo em amor (Efésios 6:4). Violência, bebidas, drogas, imoralidade e diversas outras más influências serão eliminadas das nossas famílias, deixando um ambiente saudável para o desenvolvimento de pessoas aptas para o reino de DEUS. Vivendo bem no lar exige sacrifício e determinação. Mas, lembre-se de dois fatos importantes: Œ O amor de DEUS exigiu um sacrifício maior (João 3:16; Efésios 5:25), e  Estamos tratando de seres humanos, feitos à imagem de DEUS, que têm espíritos eternos. Você terá uma grande influência na eternidade de seu companheiro e de seus filhos. Vale a pena ser fiel!
 
 
NÃO HAVERÁ SOLIDÃO PARA O IDOSO CRENTE
“Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam.” Salmo 23:4
“...mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” Isaías 40:31
“O Senhor olha dos céus; vê todos os filhos dos homens... Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia.” Salmo 33:13,18
O autor do Salmo 126 refere-se à volta triunfante de quem semeou com lágrimas, trazendo feixes da vitória. ”Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão”. Verso 5
Quem de nós já não passou por isso?
A palavra de DEUS nos garante que na velhice ainda daremos frutos, “Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor...” Salmo 92:14, e o diabo nunca poderá apagar da nossa mente a palavra de DEUS. A velhice é o prêmio, é a coroação de DEUS na nossa vida. Nós morremos quando deixamos de sonhar, de dar frutos. Muitos fatores têm contribuído para a solidão dos idosos, tais como a indiferença dos familiares, a influência da televisão e outros meios de comunicação, a ganância pelo dinheiro, o egoísmo, a tecnologia; muitas vezes tirando-os cedo do trabalho, subestimando a sua sabedoria, trocando-os pelas máquinas.
Se a maioria dos empresários e investidores conhecessem a Bíblia, isso jamais aconteceria, pois vemos nela os anciãos citados continuamente como conselheiros, como sábios, como valentes, etc.
 
“Disse o Senhor a Moisés: Ajunta-me setenta homens dos anciãos de Israel, que sabes serem anciãos e superintendentes do povo; e os trarás perante a tenda da congregação, para que assistam ali contigo”.Números 11:16. “Então, disse Saul: Pequei; honra-me, porém, agora, diante dos anciãos do meu povo e diante de Israel; e volta comigo, para que adore o Senhor, teu DEUS”. I Samuel 15:30 “Tomou o rei Roboão conselho com os homens idosos que estiveram na presença de Salomão, seu pai, quando este ainda vivia, dizendo: Como aconselhais que se responda a este povo?”. I Reis 12:6,11, são algumas das referências.
 
A solidão traz enfermidades para os idosos que remédios não curam.
Mas os idosos, crentes, não passam por isso, porque o Senhor nos garante na sua palavra: “jamais te deixarei....”, “se DEUS é por nós...”, “tudo posso...”, “o justo florescerá...”, “os que confiam no Senhor....”, etc.
A aposentadoria, a velhice, não são ante-salas da morte, mas momentos para começarmos desfrutar, com mais tempo e sabedoria, das bênçãos do Senhor. Como? Procurando novas atividades, curtindo mais a família, os amigos; viajando, passeando, participando de atividades na igreja local, lendo mais a Bíblia, experimentando uma boa alimentação, dormindo e acordando na hora certa. Se possível ainda, ter mais contato com a natureza, cuidar bem do seu corpo, (pois ele faz parte do templo do ESPÍRITO SANTO), ter vida conjugal saudável procurando se lembrar sempre dos momentos felizes, como o dia que se conheceram, o namoro, o noivado, seu casamento, o nascimento do primeiro filho, e outras coisas mais...
Assim o amor se renovará a cada dia, espantando a solidão para bem longe. (Gilda Andrade Gomes)
 
INTERAÇÃO
Quem nunca se sentiu solitário ou abandonado ao atravessar um momento de dor e dificuldade? Os amigos e familiares podem até nos abandonar, mas temos um DEUS que jamais nos desampara. Ele não nos deixa só (Is 49.15). As adversidades da vida muitas vezes embaçam os nossos olhos nos impedindo de ver o livramento do Senhor. Todavia Ele está conosco. Enfatize essa verdade durante o decorrer da lição, e mostre que como servos de DEUS não podemos abandonar nossos irmãos, antes devemos consolá-los com o mesmo consolo que recebemos do Senhor. 
 
OBJETIVOS- Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Reconhecer a dor que um abandono familiar pode causar.  
Discutir a respeito do abandono em momentos difíceis.  
Conscientizar-se de que DEUS jamais nos abandona.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA -Inicie a lição fazendo a seguinte indagação: "O que fazer diante do abandono?" Ouça com atenção os alunos e explique que esta é uma situação muito difícil e que causa muita dor emocional, mágoas e ressentimentos. Porém, podemos tomar duas atitudes: a primeira é ter a consciência e a certeza de que DEUS, como um Pai amoroso e bondoso, nunca nos deixa. (Leia Isaías 49.15). A segunda é perdoar os que nos abandonaram e desprezaram.  Perdoar não é algo fácil. Todavia, é preciso para que possamos seguir em frente e sermos vitoriosos.  Conclua lendo o texto áureo da lição. 
 
RESUMO DA LIÇÃO 12, AS DORES DO ABANDONO
I. O ABANDONO FAMILIAR
1. Na doença.
2. No vício.
3. Na melhor idade.
II. O ABANDONO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS
1. No desemprego.
2. Da amizade.
3. Da igreja.
III.  O DEUS QUE NÃO ABANDONA  
1. Na angústia.
2. O amigo.
3. A sua Igreja.
 
SINÓPSE DO TÓPICO (1) - Os filhos jamais devem desamparar os pais, pois o mandamento do Senhor de honrar o pai e a mãe continua válido para os dias atuais. 
SINÓPSE DO TÓPICO (2) - O Senhor nunca desampara seus filhos. 
SINÓPSE DO TÓPICO (3) JESUS não nos deixou  sozinhos, Ele enviou-nos o Consolador.  
 
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO - Subsídio Bibliológico 
"Na ocasião em que foi abandonado por todos, Paulo recorda como DEUS foi fiel: 'Ninguém me assistiu na minha primeira defesa; antes, todos me desampararam. Que isto não seja imputado' (2 Tm 4.16). [...] Paulo se recusou a ficar amargurado por esta experiência. Sua oração pelos que o abandonaram é quase idêntica à oração de Estêvão por seus assassinos: 'Senhor, não lhes imputes este pecado' (At 7.60).
Mas DEUS permaneceu fiel: 'Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que, por mim, fosse cumprida a pregação e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão (2 Tm 4.17). O apóstolo está se referindo à preponderância que teve ao enfrentar ousadamente seus inimigos na audiência e ao testemunho fiel do evangelho de CRISTO, de que recebeu capacitação para testificar na mesma ocasião. Ficar livre da boca do leão foi um triunfo interior e espiritual em toda essa dificuldade que os lacaios de Satanás puderam lhe causar" (Comentário Bíblico Beacon. Vol. 9. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.535). 
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA 
Comentário Bíblico Beacon. Vol. 9. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. 
SAIBA MAIS - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 51, p.42.
 
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 12, AS DORES DO ABANDONO
Responda conforme a revista da CPAD do 3º Trimestre de 2012
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO 
1- Complete:
"DEUS faz que o _____________________________ viva em _______________________; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os ________________________________ habitam em terra _______________________________"  (Sl 68.6).
 
VERDADE PRÁTICA 
2- Complete:
Ainda que sejamos _____________________________________ por ______________________________, amigos ou irmãos, DEUS jamais nos _________________________. 
 
COMENTÁRIO - INTRODUÇÃO 
3- Em que momento o ser humano sente-se esquecido por todos, inclusive pelos mais chegados?
(    ) É justamente nos momentos de alegria e júbilo.
(    ) É justamente nos momentos de fé e esperança.
(    ) É justamente nos momentos de angústia e aflição.
 
I. O ABANDONO FAMILIAR
4- Quais são as três principais áreas de abandono familiar?
(    ) Na doença, no ceio da família e na pior idade.
(    ) Na bonança, no vício e na média idade.
(    ) Na doença, no vício e na melhor idade.
 
5- Por que, quando enfermos, todos nós precisamos de ajuda e auxílio especializados?
(    ) Porque só está imune às doenças, aqueles que professam servir a DEUS.
(    ) Porque ninguém está imune às doenças, mesmo aqueles que professam servir a DEUS.
(    ) A pessoa enferma necessita do apoio, do carinho e da dedicação dos seus familiares, para vencer e suportar a enfermidade.
 
6- Como ocorre o abandono familiar na doença?
(    ) Há famílias que, nesses momentos, devido à falta de fé em DEUS, acabam abandonando o doente à própria sorte, principalmente os crentes.
(    ) Infelizmente, há famílias que, nesses momentos, não suportando o estresse, acabam abandonando o doente à própria sorte, principalmente em se tratando de casos crônicos.
(    ) Os que agem desta maneira demonstram não possuir ainda o genuíno amor cristão.
(    ) Não podemos nos esquecer, ainda, dos casais que se divorciam quando um dos cônjuges adoece. DEUS não aprova tal atitude.
 
7- Como ocorre o abandono quando se conhece e se começa a consumir o fumo e o álcool e até drogas ilícitas e por que?
(    ) Geralmente é na fase infantil.
(    ) Geralmente é na fase da adolescência.
(    ) Geralmente é na fase juvenil.
(    ) Muitos entram no submundo das drogas por carência afetiva, curiosidade ou para ser aceito por um determinado grupo social.
(    ) A pessoa viciada perde a noção do certo e do errado e, para satisfazer o vício, é capaz de roubar e até matar.
(    ) Alguns cometem suicídio porque se sentem sozinhos e abandonados por amigos e familiares.
 
8- Como a família deve lidar com viciados?
(    ) A internação, numa instituição estadual, é sempre a melhor solução.
(    ) Não é tarefa fácil.
(    ) É nessa hora que a família precisa fazer-se presente e estar unida para ajudá-los a livrarem-se das drogas.
 
9- Quando se chega à melhor idade?
(    ) A terceira idade, também chamada de melhor idade, é composta por aqueles que passaram dos cinquenta anos.
(    ) A terceira idade, também chamada de melhor idade, é composta por aqueles que passaram dos sessenta anos.
(    ) A terceira idade, também chamada de melhor idade, é composta por aqueles que passaram dos setenta anos.
 
10- Como são tratados, em nossa sociedade, os idosos?
(    ) São prezados, e algumas famílias chegam até a adotá-los.
(    ) Não são prezados, e algumas famílias chegam até a desampará-los.
(    ) Muitos são colocados em casas de repouso, ou asilos, e lá permanecem sem assistência alguma.
 
11- O que nos ensina as Escrituras sobre os mais velhos?
(    ) Os mais velhos devem ser tratados como se fossem mais novos.
(    ) Os mais velhos devem ser respeitados e ouvidos pelos mais novos.
(    ) O mandamento do Senhor de honrar o pai e a mãe continua válido para os dias atuais.
 
II. O ABANDONO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS
12- Quais são as três principais áreas de abandono em situações difíceis?
(    ) No desemprego, da família e da igreja.
(    ) No desemprego, da amizade e da família.
(    ) No desemprego, da amizade e da igreja.
 
13- Como ocorre o abandono no desemprego e qual a solução?
(    ) Os verdadeiros amigos aparecem nessa hora e logo ajudam a passar o tempo.
(    ) No desemprego, a situação financeira complica-se e o padrão de vida sofre drástica queda.
(    ) Nesse momento é que conhecemos, de fato, nossos verdadeiros amigos.
(    ) Até os familiares desaparecem, pois temem emprestar-nos dinheiro e ouvir-nos as lamúrias.
(    ) O Senhor DEUS, porém, não deixa seus filhos ao desamparo. Ele envia-nos o recurso necessário.
 
14- Cite pelo menos dois exemplos de amizades sinceras e duradouras na Bíblia - Complete:
Todos sonhamos ter uma amizade parecida com a de _____________________________ e __________________________ e com a de ___________________________ e ____________________ (1 Sm 18.1; Rt 1.8-18). Uma amizade desinteressada e verdadeiramente cristã. No momento da dor, _________________________ encontrou em __________________ um forte esteio e ________________ descobriu em _______________________ um verdadeiro e leal protetor.
 
15- Como ocorre o abandono da amizade e qual a solução para isso? Complete:
Infelizmente, muitas pessoas são abandonadas e traídas por aqueles que pareciam grandes _______________________________. Até mesmo o apóstolo ______________________________ sentiu a dor do abandono: "Ninguém me assistiu na minha primeira defesa; antes, todos me _______________________________________. Que isto lhes não seja imputado" (2 Tm 4.16). O Senhor, porém, assistiu e fortaleceu o apóstolo. A Palavra de DEUS adverte-nos a não _______________________________ o amigo (Pv 27.10). Sejamos, pois fiéis, leais e amorosos (Pv 17.17).
 
16- A igreja é o local onde o abandonado e solitário deveria encontrar amigos e irmãos. Por que isso não ocorre e qual a solução?
(    ) Não ocorre por que os mais velhos não querem ser ajudados. Necessário se faz visitá-los.
(    ) Infelizmente, há igrejas que se esquecem de seus membros e congregados; não os visitam, não oram por eles e nem lhes tratam as feridas.
(    ) O Senhor JESUS, porém, interessa-se por cada uma de suas ovelhas em particular.
(    ) É chegada a hora de olharmos com mais carinho por aqueles que necessitam de nossos cuidados.
(    ) Olhemos também pelos missionários que, muitas vezes abandonados, experimentam privações de toda sorte.
(    ) Somos um só corpo e, como tal, devemos cuidar e zelar uns pelos outros, para que a Igreja de CRISTO desfrute perfeita saúde.
 
III.  O DEUS QUE NÃO ABANDONA  
17- DEUS não nos abandona na angústia, como foi isso na vida do profeta Elias, por exemplo?
(    ) Elias muito se angustiou, por causa das perseguições que lhe movia Atalia, que era filha do iníquo Rei Acabe, de Israel.
(    ) Elias muito se angustiou, por causa das perseguições que lhe movia Jezabel.
(    ) Temendo por sua vida, o profeta fugiu para o deserto e, ali, desejou profundamente a morte.
(    ) Após caminhar quarenta dias e quarentas noites até Horebe, escondeu-se numa caverna.
(    ) Ele muito se entristeceu porque achava ser o único crente em todo o Israel.
(    ) O Senhor, porém, animou-o, revelando-lhe que reservara sete mil servos fiéis, em todo aquele reino, semelhantes a ele.
(    ) Quantas pessoas não se sentem exatamente assim? O Senhor nunca nos desampara. Nas horas de aflição, sempre faz-se presente.
 
18- DEUS não abandona seus amigos, como ELE nos trata? Complete:
_________________________ foi chamado de amigo de DEUS (Tg 2.23). Será que podemos ter o mesmo ________________________________? JESUS chamou seus ______________________________ de amigos, quando o esperado era que os tratasse como ______________________ (Jo 15.15). Ele é o amigo fiel; não nos abandona na hora difícil. Na tempestade, livrou os discípulos do ________________________________ iminente. Ele multiplicou pães e peixes e ressuscitou seu amigo, __________________________ (Mc 4.35-41; Jo 6.1-15; 11.11). Aleluia! Ao morrer em nosso lugar, JESUS ofereceu a maior prova de amor e lealdade que um _________________________ pode dar (Jo 15.13). CRISTO, o _____________________________ verdadeiro, morreu na cruz do Calvário para que hoje tivéssemos direito à vida eterna. Para você ter esse amigo fiel ao seu lado, basta aceitá-lo como seu _____________________________ pessoal.
 
19- DEUS não abandona sua Igreja.
(    ) Dias antes de sua morte, JESUS assegurou aos discípulos que os deixaria sozinhos, mas que não se desesperassem, pois um dia,em futuro um pouco distante os enviaria o Consolador, o ESPÍRITO SANTO.
(    ) Dias antes de sua morte, JESUS assegurou aos discípulos que não os deixaria sozinhos, pois haveria de enviar-lhes o Consolador.
(    ) Ele não abandona a sua Igreja. A promessa foi cumprida no dia de Pentecostes, quando os discípulos foram cheios do ESPÍRITO SANTO e começaram a falar em outras línguas.
(    ) É o ESPÍRITO SANTO que convence o homem do pecado, guiando-nos em todas as coisas. O Senhor cumpriu a sua Palavra.
(    ) Quando o sentimento de abandono e solidão nos sobrevier, busquemos a DEUS em oração e, assim, sentiremos a doce e confortável presença do ESPÍRITO SANTO. 
 
CONCLUSÃO 
20- Complete:
Ainda que a família e os amigos venham a ____________________________-nos, DEUS sempre nos __________________________. Ele está ao nosso lado. O seu ___________________________ orienta-nos em todas as nossas provações. Portanto, recorramos a Ele em nossas _______________________________. Por outro lado, não nos esqueçamos de socorrer os que se acham em lutas e tribulações. É o que nos recomenda a lei do _______________________ que nos entregou o Senhor JESUS. O seu mandamento é claro: amai-vos uns aos outros.
  
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 
 
AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD

Nenhum comentário: